Pfizer: Governo Federal recusou ofertas que previam 1,5 mi de doses ainda em 2020

brasil
13.05.2021, 11:42:45
Atualizado: 13.05.2021, 11:44:52
(Foto: TV Senado)

Pfizer: Governo Federal recusou ofertas que previam 1,5 mi de doses ainda em 2020

Empresa ficou meses sem resposta

Carlos Murillo, gerente-geral da Pfizer para a América Latina, afirmou nesta quinta-feira (13) durante a CPI da Covid que o governo brasileiro não respondeu, entre agosto e setembro do ano passado, ofertas que previam 1,5 milhão de doses da vacina ainda em 2020.

"Nossa oferta de 26 de agosto, como era vinculante, e como estávamos nesse processo com todos os governos [de outros países] tinha validade de 15 dias. Passados esses 15 dias, o governo do Brasil não rejeitou, mas tampouco aceitou", afirmou Murillo.

A Pfizer, ao lado da BioNTech, foi uma das primeiras empresas a apresentar vacinas contra o novo coronavírus ao mundo. Este imunizante é o único com registro definitivo aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Para parte dos integrantes da CPI, o governo Jair Bolsonaro foi "incompetente" e "pouco se empenhou" para comprar doses do imunizante desenvolvido pelo laboratório.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas