Planos para a morte e funeral de Rainha Elizabeth são revelados; veja detalhes

mundo
03.09.2021, 10:50:39
Atualizado: 03.09.2021, 10:53:59
(Foto: AFP)

Planos para a morte e funeral de Rainha Elizabeth são revelados; veja detalhes

Estão programados 10 dias de homenagens; veja calendário

O entorno da Rainha Elizabeth II, do Reino Unido, já se prepara para a morte da majestade. Os planos que detalham todas as ações que serão tomadas após o falecimento da monarca já estão feitos e foram batizados de "Operação Ponte de Londres", listando as ações a serem tomadas por autoridades e membros da Família Real.

O documento, revelado pelo site "O Politico", conta que Elizabeth tem o codinome "Ponte de Londres". Assim que sua morte for confirmada, as autoridades serão informadas que “a Ponte de Londres caiu”. 

O dia da morte é chamado no documento de “Dia D”. Há planos para o dez dias seguintes ao ocorrido, chamados de “D+1”, “D+2” e assim por diante até “D+10”.

De acordo com o vazamento, os primeiros a serem informados serão os familiares mais próximos da rainha, em seguida será o primeiro-ministro britânico, o secretário do parlamento e alguns ministros e políticos em posições mais altas da hierarquia. O aviso oficial a ser enviado será: “Acabamos de ser informados da morte de Sua Majestade, a Rainha”, com um pedido de ações discretas. 

O público só ficará ciente do fato após um comunicado oficial da realeza. No mesmo dia, o primogênito de Elizabeth, Charles, irá se encontrar com o primeiro-ministro e depois fará um pronunciamento aos seus súditos antes de ser proclamado Rei no dia seguinte. 

Após a posse, virão as homenagens, com a preparação do caixão da monarca no segundo dia. O terceiro dia será marcado pela ida de Charles ao parlamento escocês. No quarto ele irá ao parlamento da Irlanda do Norte. No quinto ocorrerá uma procissão por Londres e uma missa.

Entre o sexto e o nono dia, o caixão de Elizabeth ficará exposto no Palácio de Westminster que ficará aberto por 23 horas nos quatro dias. Enquanto isso, no sétimo dia, Charles fará uma visita ao parlamento do País de Gales, completando, assim, a passagem por todos os países do Reino Unido.

O funeral ocorrerá dez dias após a morte da rainha, na abadia de Westminster. Haverá dois minutos de silêncio por todo o Reino Unido. O caixão será enterrado na Capela do Rei George VI, no Castelo de Windsor.

Outras medidas
A operação também possui uma preparação logística, pois a cidade de Londres deve lotar de turistas e cidadãos britânicos, que viajarão para prestar homenagens. Por conta disso, o funeral será apenas 10 dias depois da morte.

O documento determina também que as redes sociais de todo os setores do governo britânico deverão agir em conjunto, interrompendo o compartilhamento de qualquer conteúdo não referente à morte a menos que emergencial. As páginas deverão adotar banners pretos, de luto, e alterar suas fotos de perfil para suas insígnias oficiais.

O dia do funeral da Rainha será feriado nacional, a menos que caia durante o fim de semana - cabendo aos chefes e donos de empresa decidirem se darão mais um dia extra de folga para seus funcionários. O documento também diz que está acordada uma padronização com os veículos de comunicação, com os jornalistas usando roupas pretas enquanto tratando da morte.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas