Polícia fecha espaço aéreo de cidade goiana após Lázaro ser visto em mata

brasil
21.06.2021, 14:35:00
Atualizado: 21.06.2021, 14:38:34
(Arquivo/Divulgação)

Polícia fecha espaço aéreo de cidade goiana após Lázaro ser visto em mata

Buscas pelo fugitivo continuam; PRF faz bloqueios em três rodovias

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A força-tarefa policial que persegue Lázaro Barbosa, 32 anos, concentrou as buscas pelo acusado na região do distrito de Girassol, em Cocalzinho (GO). A polícia recebeu informação de que o acusado foi visto em uma área de mata fechada da região. Além disso, o espaço aéreo do local foi fechado e só drones e aeronaves do estado podem sobrevoar a região.

Segundo o Correio Braziliense, policiais vasculham a região de viaturas e helicópteros nessa tarde. A área é uma região de fazendas, como outras nas quais Lázaro tem se escondido. Dois drones de inteligência são usados para auxiliar nas buscas. 

Relato: 'É um monstro', diz pai de Lázaro Barbosa, o 'serial killer de Brasília'

Além dessas buscas, 45 agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do DF e de Goiás estão patrulhando as BR-070, 414 e 153, que cortam a região. Pontos de bloqueios foram montados em locais estratégicos, acompanhando a movimentação do fugitivo. A ideia é evitar que ele consiga usar as estradas como rota de fuga. 

Histórico
Depois de ser preso por dois homicídios em Barra do Mendes, na Bahia, Lázaro foi preso em 2009, mas conseguiu fugir do Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em 2016. À época, não retornou da saída temporária de Páscoa. Em 2018, ele foi detido novamente, desta vez em Águas Lindas de Goiás, mas escapou da prisão poucos meses depois.

O homem que a polícia persegue é acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia. Os mortos eram Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e os filhos Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15. O foragido também é apontado como responsável pelo sequestro da mulher de Cláudio, Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos. O corpo dela foi encontrado no dia 12 à beira de um córrego, o mesmo do estupro de 2009. "Ela foi morta no começo e eu fui violentada quase no final do córrego", contou ao Estadão a vítima do crime cometido há 12 anos. "Depois que a Cleonice morreu, fiquei bem abalada. Mexeu muito comigo."

O aparato da Polícia Civil se concentrava ontem em uma área de matagal no distrito de Girassol. Um morador afirmou nesta sexta-feira ter visto Lázaro invadir uma chácara naquele distrito. "O vizinho viu ele entrando no bananal. Na mesma hora, coisa de segundos, a polícia chegou. (Lázaro) Entrou no mato. Rapidinho os helicópteros chegaram e, pelo jeito, ele invadiu nossa casa", disse o chacareiro Alan Reis. "Quebrou a porta, revirou as roupas da minha esposa e levou o queijo." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048