Polícia investiga caso de racismo no metrô de São Paulo após revolta de passageiros

em alta
03.05.2022, 21:27:00
(Reprodução/Redes Sociais)

Polícia investiga caso de racismo no metrô de São Paulo após revolta de passageiros

Vítima ouviu que seu cabelo “pode causar doença”

Um caso de racismo ocorrido no metrô de São Paulo nesta segunda-feira (02) que gerou grande revolta entre os passageiros e na internet será investigado pela Polícia Civil do estado. Welica Ribeiro, uma mulher negra, ouviu de uma passageira loira que ela deveria "tirar o cabelo’ de perto, caso contrário, poderia ‘passar alguma doença’".

Outros passageiros testemunharam o ocorrido e confrontaram a mulher que fez as ofensas. Aos gritos de 'racista', os presentes bloquearam a saída da estação até a chegada da polícia.

Welica, que é do Rio de Janeiro, estava no vagão com o pai e o irmão Jonatan, que filmou o ocorrido.

Vítima, família e testemunhas, além da mulher acusada de racismo, identificada como Agnes Vajda, prestaram depoimento à polícia, segundo informações do G1.

Agnes é húngara e, nas redes sociais, se identifica como assistente consular da Hungria em São Paulo. De acordo com o Boletim de Ocorrência, ela afirmou que se "ajeitou no banco para se afastar dos cabelos" e disse para Welica: "Se cuida porque se tiver alguém que tem doença com o cabelo, talvez você pode pegar".

A húngara contou que "quis dar uma dica" e não teve a intenção de ofender Welica.

“As pessoas precisam entender que precisamos ser respeitados. A gente merece respeito”, desabafou a vítima após o depoimento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas