Policial é ferido por arma que disparou ao ser atraída por aparelho de ressonância

brasil
17.03.2017, 23:26:00

Policial é ferido por arma que disparou ao ser atraída por aparelho de ressonância

Tiro atingiu o celular que estava no bolso do agente, mesmo assim ele precisou de atendimento médico
Foto: reprodução


Um policial militar ficou ferido pelo disparo de sua própria arma enquanto estava acompanhando seu pai num exame de ressonância magnética em uma clínica de Curitiba, no Paraná. A força magnética do aparelho atraiu a pistola e acabou acionando o gatilho. As informações são do jornal Extra e o caso ocorreu na manhã desta sexta-feira (17).

O caso só não foi mais grave porque a bala atingiu o smartphone que estava no bolso do policial, amenizando o ferimento. Ele, mesmo assim, precisou de atendimento médico e chegou a ser encmainhado para um hospital.

O caso ocorreu no Centro de Diagnóstico por Imagem (Cetac), no bairro do Batel, na capital paranaense. A arma foi puxada pelo magnetismo enquanto o pai do policial estava sendo posicionado na máquina por uma enfermeira. Uma funcionária informou que  o paciente foi avisado de que não poderia se aproximar do aparelho com objetos metálicos, mas, aparentemente, o policial não estava ciente disso e foi preciso que a Polícia Civil retirasse a pistola, que não foi danificada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas