Política & Economia: Ricardo Alban fala sobre futuro da indústria

bahia
13.08.2020, 05:00:00
Ricardo Alban, presidente da Fieb (Foto: Divulgação)

Política & Economia: Ricardo Alban fala sobre futuro da indústria

Presidente da Fieb analisa momento econômico e fala sobre medidas para tornar atividade econômica competitiva

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A pandemia do novo coronavírus deverá custar à economia baiana 7,2% do seu Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com o estimativas da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb). A estimativa se baseia na percepção de que o pior da pandemia já passou e que de agora em diante a economia deve se encaminhar para um lento processo de recuperação.   

Entretanto o desafio que a indústria baiana tem diante de si não será superado apenas com a flexibilização do isolamento. Bem antes da chegada covid-19,  o setor econômico já enfrentava um outro mal, chamado de desindustrialização, que é um encolhimento em sua participação na econômica. 

Nesta quinta-feira (dia 13), o presidente da Fieb, Ricardo Alban, participa da live Política & Economia, no Instagram do CORREIO (@correio24horas), onde falará sobre os desafios do setor industrial diante da pandemia e as perspectivas em relação ao futuro. Engenheiro mecânico e administrador de empresas, Alban tem experiência em gestão e está no segundo mandato à frente da Federação das Indústrias.

A suspensão de atividades a partir de abril provocaram uma queda de 26,2% na indústria. A produção de automóveis parou e a de plásticos e borracha teve queda de 70,8%. Foram registradas quedas expressivas também nos segmentos produtores de bens de consumo final de calçados (-69,9%) e de Bebidas (-57%). O resultado do bimestre abril-maio de 2020 apresentou queda de 23,4% na comparação com igual período de 2019.

Ricardo Alban conversará com o jornalista Donaldson Gomes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas