Por onde anda? Veja lista de ex-jogadores do Vitória que estão em times exóticos

e.c. vitória
17.05.2020, 05:15:00
Atualizado: 25.05.2020, 11:41:30

Por onde anda? Veja lista de ex-jogadores do Vitória que estão em times exóticos

Tem atleta na Tailândia, Vietnã, que fez gol em Libertadores e promessa que jogou Mundial sub-20 no Boca genérico

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


O destino é incerto para todos, e no caso dos jogadores de futebol cada ano pode revelar uma cidade ou um país diferente na vida de cada um. Em busca desses atletas que se perderam no radar do torcedor rubro-negro, fizemos a lista a seguir com 11 achados de jogadores que atuaram no Vitória recentemente e estão espalhados pelo mundo. Tailândia, Vietnã, Bolívia e 3ª divisão da Espanha são alguns dos destinos exóticos dessa turma:

William Henrique, o Pica-Pau

O atacante que jogou no Vitória em 2013/14 e 2016 é atual campeão tailandês. Isso mesmo, Pica-Pau, 28 anos, alçou um longo voo após sair da Toca e está no país asiático desde 2018. Passou as duas primeiras temporadas no Chiangrai United, pelo qual foi campeão da Copa da Tailândia e da Copa da Liga em 2018 e se destacou com 11 gols em 30 partidas na campanha do título do Campeonato Tailandês em 2019. Neste ano, mudou para o Prachuap e já anotou dois gols em quatro jogos, apesar do mau início do time, com apenas um ponto. O campeonato parou no início de março, após quatro rodadas realizadas, em função do novo coronavírus. Os treinos serão retomados em julho, com a previsão de recomeço das competições em setembro. A temporada 2020 vai invadir 2021.

William Henrique jogando na Tailândia, antes da paralisação (Foto: Divulgação)

Vander

Outro ex-Vitória (e neste caso ex-Bahia também) que está na Tailândia é Vander. Hoje com 30 anos, ele se mudou para a Tailândia no início de 2017, assim que deixou o Leão, no final do ano anterior. Está, portanto, em sua quarta temporada no sudeste asiático, a terceira no Bangkok University, atual líder do Campeonato Tailandês com 100% de aproveitamento. Antes, o meia-atacante jogou no Chiangrai United, pelo qual conquistou seu único título no país: a Copa da Tailândia. Além dele, o time tem mais dois brasileiros: o zagueiro Everton, de currículo por equipes pouco expressivas no Brasil, e o atacante Brenner, ex-Botafogo, Internacional e que no ano passado defendeu Avaí e Goiás. Ao todo, 30 jogadores brasileiros estão distribuídos entre as 16 agremiações da primeira divisão tailandesa.

Vander, à direita, participando de ação solidária do seu time contra o coronavírus em abril (Foto: Divulgação)

Dinei

Centroavante oportunista que defendeu o Vitória primeiramente em 2008 e depois de 2012 a 2014, Dinei seguiu para o Japão assim que deixou o rubro-negro e agora está de volta ao Brasil. Aos 36 anos, joga o Campeonato Paulista pelo Água Santa e foi titular em todos os oito jogos que disputou, mas ainda não fez gol. Enquanto esteve no país asiático, ele foi campeão da Copa da Liga Japonesa pelo Kashima Antlers e duas vezes da segunda divisão por Shonan Bellmare e Ventforet Kofu. Também passou pelo Matsumoto Yamaga.

Dinei está de volta ao Brasil (Foto: Divulgação)

Neto Baiano e Zé Love

Maior artilheiro do Barradão e um dos grandes centroavantes que jogaram no Vitória recentemente, Neto Baiano continua fazendo seus gols, agora pelo Brasiliense. Aos 37 anos, já marcou cinco no estadual, que parou ao fim das 11 rodadas da primeira fase. O clube candango, conhecido pela contratação de veteranos, conta no elenco também com Zé Love, outro ex-Vitória e vice-artilheiro da competição com sete gols, e tinha até o mês passado o também atacante Edno, que acertou a rescisão de contrato em meio à pandemia. Também estão por lá o lateral direito Railan e o meia Marcos Aurélio, ambos ex-Bahia, e o meia Douglas, ex-Grêmio.

Neto Baiano e Zé Love formam dupla de ataque (Foto: Divulgação)

Michel

O volante Michel, peça importante no elenco rubro-negro em 2012 e 2013, surpreende pela longevidade e continua na ativa aos 38 anos. Defende o modesto Pacajus, no estado onde é ídolo da torcida do Ceará. Depois que deixou o Vitória, ele passou novamente pelo Vozão e também pelos cearenses Tiradentes, Guarany de Sobral e Iguatu, além do pernambucano Salgueiro. O Campeonato Cearense parou em março, durante a sexta rodada da segunda fase. O time de Michel é o lanterna de oito equipes.

Michel, de vermelho, durante partida contra o Ceará, em fevereiro (Foto: Divulgação)

Willie

O meia-atacante revelado pelo Vitória em 2012 deixou o clube em 2015 e se tornou um andarilho da bola. Passou por nove times, incluindo equipes da Romênia, Grécia e Suíça, antes de chegar neste ano à sua equipe atual, o The Strongest, da Bolívia. Disputou até a Copa Libertadores da América e fez um gol na vitória por 2x0 sobre o Atlético Tucumán, da Argentina, mas Willie e seus companheiros acabaram eliminados nos pênaltis, em confronto válido pela segunda fase preliminar. Aos 27 anos, vive boa fase e marcou seis gols em 11 partidas. O Campeonato Boliviano está paralisado desde março.

Willie vive boa fase na Bolívia (Foto: Divulgação)

Cáceres

Maxi Biancucchi encerrou a carreira, Escudero está sem clube, e por onde anda Cáceres, da trinca de estrangeiros que fez sucesso no Vitória em 2013? O paraguaio, que depois do rubro-negro defendeu Coritiba e Paysandu no Brasil e jogou em quatro times do seu país natal, assinou este ano com o Sport Boys, do Peru. O Campeonato Peruano parou em março, após seis rodadas, e ainda não tem previsão de quando vai recomeçar. O país viveu nesta semana o pior momento em relação à proliferação dos casos da covid-19. Já são mais de 80 mil infectados e mais de 2 mil mortos. Cáceres está com 32 anos.

Cáceres agora veste a camisa de time peruano (Foto: Divulgação)

Pisculichi

Outro argentino de passagem discreta pelo Leão no início de 2017, o meia Pisculichi está com 36 anos e agora é jogador do Burgos, time da 3ª divisão espanhola. Antes, estava no Argentino Juniors. No Burgos, ele é companheiro do atacante brasileiro Marcelo, de 22 anos, ex-Portuguesa Santista.

Pisculichi, à direita, joga no pequeno Burgos, da Espanha (Foto: Divulgação)

Rafaelson

Antiga promessa da base do Vitória, o atacante Rafaelson, que estreou como profissional aos 18 anos, na Série B de 2015, tem continuado a carreira em países exóticos recentemente. Ele assinou em janeiro com o Nam Dinh, do Vietnã, após atuar em 2019 no Naestved, da Dinamarca. O Campeonato Vietnamita só teve duas rodadas disputadas (ele fez um gol), em março, antes da paralisação que dura até hoje. O governo local relata, até o momento, apenas 300 casos confirmados de covid-19, o que causa estranheza se tratando de um país com 96 milhões de habitantes, um sistema de saúde pouco desenvolvido e que faz fronteira com a China - há de se considerar que a liberdade de imprensa é cerceada no país comunista. Hoje com 23 anos, Rafaelson jogou também no Vegalta Sendai, do Japão, em 2018.

Rafaelson foi parar no Vietnã (Foto: Divulgação)

Romário

O lateral direito que chegou a disputar o Sul-Americano e o Mundial sub-17 com a seleção brasileira em 2009 era uma grande promessa da base do Vitória, mas não vingou. Após problemas que foram desde uma lesão por ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, sofrida no Ba-Vi da final do Campeonato Baiano de 2012, a desavenças do atleta com a diretoria rubro-negra, a carreira de Romário não deslanchou. Ele deixou o Leão em 2015 e, agora aos 26 anos, defendeu o Boca Júnior-SE no Campeonato Sergipano, que foi paralisado em março após a primeira rodada do quadrangular final. O Boca, no entanto, ficou em quinto lugar na primeira fase e já encerrou sua participação. Antes, o lateral passou por Londrina-PR, Santa Rita-AL e Vitória das Tabocas-PE.

Romário em 2009, com a medalha de ouro do Sul-Americano sub-17 (Foto: Evandro Veiga / CORREIO)


***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/editorial-fotografado-a-distancia-une-tres-paises-na-quarentena/
O ensaio foi realizado pela plataforma Zoom, usando celular
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/matheus-buente-troca-chatice-academica-pelo-humor-para-contar-a-historia-de-salvador/
Lives do humorista e professor de História são fontes de informação e diversão na quarentena; veja vídeos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bau-de-marrom-a-bahia-tambem-ensina-ao-mundo-como-cantar-e-dancar-forro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/copo-de-leite-faz-haddad-acusar-bolsonaro-de-brindar-supremacistas-brancos-entenda/
Leite tem sido usado como símbolo por neonazistas nos EUA; petista enxergou provocação após repercussão de mortes de homens negros. Presidente nega
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anastacia-comemora-80-anos-com-muito-forro/
Cantora e compositora lança EP com produção de Zeca Baleiro e parcerias com Mariana Aydar, Chico César e Amelinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nizan-guanes-vai-entrevistar-roberto-medina-abilio-diniz-e-washington-olivetto/
As entrevistas são parte do Sunday Night Live que o publicitário tem realizado em sua conta do Instagram
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/luiz-caldas-substitui-sanfona-por-guitarra-em-disco-de-forro/
Álbum é o centésimo em projeto do músico que prevê um lançamento temático por mês
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/youtuber-compra-mansao-de-r-65-milhoes-apenas-para-gravar-videos/
Camila Loures disse que seguirá morando em sua antiga residência
Ler Mais