Por que tudo está tão caro? Será culpa do governo? Ou da pandemia?

salvador
20.09.2021, 06:30:00
Atualizado: 05.10.2021, 13:09:54

Por que tudo está tão caro? Será culpa do governo? Ou da pandemia?

Podcast explica (de maneira simples) a inflação sobre alimentos, energia e combustíveis

Algumas famílias já não conseguem comprar gás de cozinha e apelaram para o fogão a lenha. Comprar carne? Impossível. Nem um corte de frango está mais ao alcance. O jeito é apelar para ovos e embutidos.

Inflação não são apenas números: é a saúde alimentar das pessoas que está em risco. E nos últimos meses, o Brasil tem assistido a uma escalada dos preços dos alimentos mais essenciais. “Feijão com arroz” já deixou de ser metáfora para algo básico.

No 18º episódio do podcast O Que a Bahia Quer Saber, você entenderá, de forma simples e didática, porque você está pagando mais caro por produtos tão essenciais. Afinal de contas, de onde vem essa inflação de tudo?

Clique no player abaixo para ouvir o episódio do O Que a Bahia Quer Saber:

Para ouvir diretamente no Anchor, clique aqui.

Você também pode ouvir em outros aplicativos (veja abaixo)

Porque não são apenas os alimentos. O preço do gás de cozinha, para cozinhá-los, também disparou. O combustível para trabalhar, idem. Até ficar em casa é proibitivo: com a conta de luz aumentado mais e mais a cada mês, só se for no escuro.

Não se trata de um problema de economia, e sim de cidadania. A taxa de desocupação na Bahia já se aproxima dos 20%, um problema que tratamos aqui em outro podcast. A gasolina é reajustada de acordo com o dólar e pode subir ainda mais, outra questão que abordamos em um programa recente.

No programa, trazemos pais e mães de família que precisam escolher entre pagar a conta de luz ou fazer mercado. Também ouvimos economistas e especialistas em energia que garantem: os preços ainda devem subir nos próximos meses, o que tornará o cenário pior.

Ouvimos os professores de Economia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Fabrício Pitombo Leite e Uallace Moreira. Também ouvimos a economista e pesquisadora da UFBA Claudia Monteiro Fernandes e o professor especializado em gás e energia Ednildo Torres, também da UFBA.

Toda semana, você tem no podcast O Que a Bahia Quer Saber uma matéria especial em formato de áudio. Um mergulho em algum tema de relevância para o estado. Você poderá acessar os episódios aqui mesmo no site do Correio* no seu aplicativo favorito de podcasts: no Spotify, no Deezer, no Anchor, no Google Podcasts ou no Apple Podcasts.


Você também pode ouvir nos aplicativos de sua preferência:


Spotify:

Para ouvir diretamente no Spotify, clique aqui.


Deezer:


Para ouvir diretamente no Deezer, clique aqui.


Apple Podcasts:

Para ouvir diretamente no Apple Podcasts, clique aqui.


Google Podcasts:


Para ouvir diretamente no Google Podcasts, clique aqui.


Outros aplicativos


Para ouvir no Pocket Casts, clique aqui.

Para ouvir no Breaker, clique aqui.

Para ouvir no Radio Public, clique aqui.


Mas... O que é "podcast"?

Podcast é um programa de áudio, igualzinho a um de rádio. A diferença é que você pode ouvir quando, como e onde quiser. Pode ser no celular, no computador ou na TV. Se quiser, você pode pausar, voltar, adiantar ou pular os trechos, se preferir.

Para ouvir, basta tocar no player acima. Ou, se preferir, basta clicar nos links para ouvi-lo no Spotify, no Deezer, no Apple Podcasts ou no Google Podcasts. Também é possível buscar os episódios diretamente nos aplicativos.

O Que a Bahia Quer Saber

O CORREIO produz podcasts desde 2017, quando iniciou o Bate-Pronto Podcast, sobre futebol baiano. Em 2020, lançamos o O Que a Bahia Quer Saber, podcast diário com notícias relevantes para o estado.

Em 2021, o O Que a Bahia Quer Saber volta com formato especial: a cada semana, o leitor (e ouvinte!) terá uma matéria especial, com o padrão do CORREIO de jornalismo, porém explorando toda a riqueza que o áudio pode trazer.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas