Prefeito de Seul, na Coreia do Sul, é achado morto pela polícia

mundo
09.07.2020, 13:35:00
(AFP)

Prefeito de Seul, na Coreia do Sul, é achado morto pela polícia

Filha denunciou desaparecido do pai na quinta; ele havia sido acusado de assédio

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O prefeito de Seul, na Coreia do Sul, foi encontrado morto pela polícia, horas depois que a filha denunciou que ele estava desaparecido. Park Won-soon, 64 anos, era considerado o segundo político mais poderoso do país, atrás somente do presidente. 

Segundo informou nesta sexta-feira (6) a polícia, o corpo de Park foi achado no Monte Bugak, no norte de Seul. Não foram dados detalhes sobre a situação em que estava o corpo ou possíveis sinais de violência.

O sumiço de Park aconteceu um dia depois que uma secretária o denunciou por assédio sexual, situação que estaria acontecendo desde 2017. Na quinta, o prefeito cancelou a agenda oficial e informou que não iria trabalhar por estar doente. 

Ele saiu de casa e deixou uma mensagem considerada críptica pela filha, parecendo um testamento. A filha então resolveu acionar a polícia  cinco horas depois, quando ele não retornou. Park deixou a residência oficial por volta de 10h40, usando um chapéu preto e uma mochila.

Participaram das buscas 580 policiais e trabalhadores de emergência médica, com ajuda de cachorros da polícia. 

Park estava no terceiro mandato e era constamente citado como um possível candidato para substituir o presidente Moon Jae-in, que deve encerrar seu governo em 2022. Antes de ser prefeito, Park foi um advogado famoso da área de direitos humanos, fundando o grupo de direitos civis mais influente da Coreia do Sul.

Durante a pandemia do coronavírus, ele foi um dos líderes com medidas mais agressivas para evitar a disseminação da doença, com medidas como fechamento de bares e casas noturnas tomadas cedo.S eul teve apenas 1.390 casos de covid-19.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas