Preocupação com prisão da esposa tem deixado Queiroz abatido e sem apetite

brasil
24.06.2020, 09:48:52
Atualizado: 24.06.2020, 09:51:00

Preocupação com prisão da esposa tem deixado Queiroz abatido e sem apetite

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro chegou a ficar dois dias sem comer

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Reprodução

Os dias de Fabrício Queiroz na prisão não têm sido fáceis. A sua principal aflição não é a falta de liberdade ou a vida sem luxo atrás das grades, mas sim a preocupação em saber que a sua esposa, Márcia Aguiar, está sendo procurada pela polícia e pode ser presa a qualquer momento.

Segundo o Extra, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro suspeito de operar o esquema da "rachadinha", está abatido com a situação. Atualmente ele está no presídio Bangu 8 após ter sido preso no último dia 18 em Atibaia, interior de São Paulo.

A precoupação tirou até o apetite de Queiroz. De acordo com um funcionário da penitenciária, o detento recusou o café da manhã, o almoço e o jantar servidos a ele nos dois primeiros dias na prisão.

"A todo tempo ele está cabisbaixo. Tem se mostrado muito abatido, assustado e com muito receio de a esposa ser presa", disse o funcionário ao Extra.

Márcia é considerada foragida desde a última quinta-feira, quando o marido foi preso. Já foram realizadas operações para prendê-la em Belo Horizonte na casa de parentes de Queiroz, mas ela não foi localizada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas