Preparação para o ENEM exige novas abordagens

especiais patrocinados
06.09.2018, 02:48:16
Jovens sonham com o acesso às instituições de ensino superior (Divulgação)
Estúdio Correio -

Preparação para o ENEM exige novas abordagens

Estudantes precisam contextualizar as informações acerca dos conteúdos

Os estudantes, após mais de dez anos de vida escolar, sonham com o acesso a uma instituição de ensino superior. A unificação dos vestibulares através do ENEM renovou e aumentou a responsabilidade das instituições de ensino na construção de um projeto pedagógico que proporcione a preparação dos jovens para esta etapa e também para a vida.

A coordenadora pedagógica do 3º ano e pré-vestibular do Colégio Oficina, Luciana Oliveira lembra que as habilidades e competências exigidas nos vestibulares e no ENEM vêm demandando novas formas de abordagens por parte das escolas. “Passamos a apresentar ao aluno uma necessidade de contextualizar as informações acerca dos conteúdos que são trabalhados nas aulas. É um desafio para nós educadores e educandos, mas vislumbramos novos exercícios mentais no momento em que nossos alunos estão diante das questões apresentadas”, afirmou. Ele lembra que a preparação dos alunos começa já nas séries iniciais.

O diretor do Instituto Dom de Educar, professor Tony Lima, ratifica que a preparação do aluno para o Enem não é feita apenas no pré-vestibular. “O trabalho começa desde a educação infantil, quando prepara o sujeito emocionalmente e psicologicamente, até chegar no ensino fundamental. No ensino médio, ele entenda as noções e os conceitos. Por isso é importante desenvolver as competências básicas de cada área do conhecimento. Uma vez feito isto, ele estará preparado”, afirmou.

“O estudo é fundamental, mas o preparo emocional é primordial. Aulas com didáticas diferenciadas, que buscam suprir o intelecto e o emocional da galera são importantes”

Matheus Anjos, aluno do 3º ano do Colégio Vitória-Régia

HABILIDADES
A diretora pedagógica do Ensino Médio do Colégio Vitória-Régia, Débora Bove, afirma que a escola tem preparado os estudantes para lidar de maneira crítica e alinhada ao trabalho de competências e habilidades propostas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP).

O objetivo tem sido oferecer uma gama criteriosa de exercícios que visam fixação e a revisão de conceitos, o desenvolvimento da comunicação escrita e das características argumentativas, bem como a aplicação do conhecimento adquirido em situação-problema. “Além disso, as principais notícias sobre acontecimentos relevantes e o viés de aspectos geográficos e históricos, também têm ocupado espaço privilegiado no planejamento escolar, de forma ampliar a percepção dos estudantes sobre os assuntos destacados”, cita.

“O Enem desperta em nós, alunos, a sede de um bom futuro acadêmico. O estudo é fundamental, mas o preparo emocional é primordial. Aulas com didáticas diferenciadas, que buscam suprir o intelecto e o emocional da galera são importantes. Assim, nós conseguimos seguir firmes e tranquilos”, afirma Matheus Anjos, aluno do Vitória-Régia Centro Educacional, 3º ano ensino médio.

Foco desde as séries iniciais
A supervisora do Ensino Médio do Colégio São Paulo, Simone Guimarães, afirma que uma instituição antenada no Enem precisa ter um projeto pedagógico que atenda às propostas do exame, envolvendo todos os anos desde as séries iniciais até o Ensino Médio. Desta forma, desconstrói-se a ideia de que apenas o último segmento torna se responsável pela preparação do estudante.

“Acredito que todos os segmentos devem caminhar aliados e são responsáveis por esta preparação, levando em consideração o desenvolvimento do estudante em cada faixa etária”, afirma Simone. Segundo ela, desenvolver, desde o início da vida escolar, o conhecimento e o monitoramento das expectativas de aprendizagem em cada área do conhecimento, possibilitará ao estudante identificar o que aprender, para que aprender e como aprender, tornando-se autor da sua aprendizagem.

A supervisora pedagógica do Colégio Ômega, Eneida Souza, afirma que desde as séries iniciais os programas do currículo e planejamentos são articulados visando o desenvolvimento de competências e habilidades, buscando a formação integral do aluno, preparando-o para avançar na construção do conhecimento. “Em todos os segmentos realizamos práticas pedagógicas que contemplam a aquisição dessas habilidades, a exemplo de aulas preparatórias e simulados estilo ENEM”, citou.

O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas