Presidente do Conselho marca reunião sobre eleições no Vitória

e.c. vitória
08.03.2019, 09:27:00
Atualizado: 08.03.2019, 09:46:45
Presidente do Conselho Deliberativo do Vitória, Robinson Almeida pretende antecipar as eleições do clube (Marina Silva/ Arquivo CORREIO)

Presidente do Conselho marca reunião sobre eleições no Vitória

Robinson Almeida defende a antecipação do pleito, que está marcado para setembro desse ano

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente do Conselho Deliberativo do Vitória, Robinson Almeida, está com reunião agendada para o dia 15 desse mês. O principal assunto a ser discutido? A antecipação das eleições rubro-negras. A crise na Toca do Leão se agravou após a derrota por 3x1 para o Botafogo-PB, na noite de quinta-feira (7), no Barradão, pela Copa do Nordeste. Com apenas quatro pontos somados, o Leão está fora da zona de classificação às quartas de final do torneio regional. 

"Realmente, um momento de crise. Nós estamos trabalhando há um mês que assumimos o Conselho e estamos construindo saída para essa situação, que só faz se agravar. Convocamos reunião para semana que vem, sexta-feira, que vamos tratar de assuntos referentes a essa crise e soluções. Creio que a proposta melhor seria a antecipação das eleições, que estão marcadas para setembro deste ano. Mas creio que, se não retomarmos estabilidade institucional do clube e mudarmos gestão, não vamos conseguir mudar essa situação. Estamos organizando essa próxima reunião do Conselho para sexta-feira, para dia 15", afirmou Robinson Almeida, após a derrota, em entrevista à Rádio Itapoan FM.

Robinson Almeida é contra a renúncia dos atuais dirigentes, o presidente Ricardo David e o vice-presidente Chico Salles, o que acarretaria no chamado "mandato tampão".

"Esse é um movimento de construção coletiva que estou conduzindo. Certamente, seria com anuência do Conselho Deliberativo, Gestor e Fiscal. Teríamos eleição para essas três instâncias. Se há uma renúncia, teria uma eleição para mandato de apenas seis meses, porque setembro é eleição regular e teria mandato tampão por um período de seis meses. Creio que ter duas eleições esse ano, agora e em setembro, a gente não diminuiria essa instabilidade política. O clube não consegue render na área de futebol. Rebaixado, eliminado na Copa do Brasil e essa campanha pífia na Copa do Nordeste. Precisamos de unidade, que é o que estou precisando fazer para sensibilizar todos".

Na noite de quinta-feira (7), o vice-presidente Chico Salles se pronunciou a favor da antecipação das eleições. 

Eleito deputado estadual pelo PT, Robinson Almeida garantiu que não irá se canditar à presidência do Vitória. "Eu não sou candidato para assumir. Tenho mandato de deputado estadual recém-empossado. E essa situação me traz dificuldades de assumir outra tarefa de grande proporção. Assumi a tarefa no Conselho Deliberativo por amor ao clube. Creio que essa agenda é importantíssima. Não adianta antecipar eleições se não criar unidade no clube. Todos nós temos que nos unir", disse.



***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas