Primeira mulher de empresário polígamo revela detalhes sobre a relação: 'Fico com outros'

em alta
29.04.2022, 13:57:00
(Divulgação)

Primeira mulher de empresário polígamo revela detalhes sobre a relação: 'Fico com outros'

Todas as oito mulheres são bissexuais

O empresário Arthuro Daniel, de 35 anos, ficou conhecido, nos últimos dias, pela repercussão da sua forma de viver relacionamentos amorosos. Ele é o único homem em uma casa com oito mulheres, e o Uol conversou com a primeira delas, a também empresária Luana Kazaki, de 25 anos.

Foi a partir do relacionamento de amor livre dos dois que o casal foi se expandindo para abarcar outras pessoas. Tudo começou quando Arthuro desenvolveu o fetiche de a ver com outros homens. "Primeiramente, era sempre eu com outras pessoas, não ele", contou.

Ela, então, saía com outros homens e contava a experiência ao namorado. Mas, por ser bissexual, também tinha vontade de vivenciar a vida de casado com mais uma mulher.

Foi quando conheceram Tainá, pelas redes sociais, quando passaram um período na cidade de Recife, em Pernambuco. Ambos são da Paraíba. "Depois de um tempo, ela veio morar com a gente. Viramos um trisal", disse.

Daí, o trio foi conhecendo mais mulheres, e se envolvendo com novos laços amorosos. O resultado é uma casa com nove pessoas, e três quartos.

Sobre ciúmes, Luana contou que não se sentia confortável para dividir o parceiro, de início. Mas, o diálogo funcionou. E como todas as mulheres da casa são bissexuais, todo mundo pode pegar todo mundo.

"O sexo entre nós não é planejado. Temos vários quartos em casa. Se Arthuro está com duas mulheres em um, por exemplo, pode acontecer. Enquanto as outras estão espalhadas pela sala, cozinha? Começa ali e se rolar, rolou. Quem quiser participar, participa", revelou ao portal.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas