Produtores de vídeo com atriz pornô do 'gemidão do zap' são presos no Irã

em alta
12.03.2021, 12:11:51
(Foto: Reprodução)

Produtores de vídeo com atriz pornô do 'gemidão do zap' são presos no Irã

Obra teria 'ferido a cultura' do país

Dois produtores musicais foram presos no Irã após trabalharem em um clipe musical com a presença da atriz pornô Alexis Texas, famosa no Brasil por ser a voz do "gemidão do zap". O vídeo é da música "Tehran Tokyo", do rapper iraniano Sasy.

No vídeo, a atriz começa vestindo roupas conservadores, incluindo um lenço na cabeça, mas logo começa a se despir enquanto dança com o cantor. 

Nas imagens não há conteúdo explícito, mas as autoridades iranianas entendem que os jovens podem facilmente pesquisar o trabalho anterior de Alexis na internet. O clipe tem sido chamado de "mais perigoso que a pólio" por conta da rapidez com que se espalhou no país asiático.

O clipe foi gravado nos Estados Unidos, onde Sasy mora. Os irmãos Mohsen e Behrouz Manouchehri, atuaram à distância como produtores. Eles moram na  cidade de Shiraz, no sul do Irã. A dupla foi localizada e agora enfrenta um processo criminal.

"É muito louco. Alexis Texas está apenas dançando como qualquer pessoa em qualquer videoclipe comum, ela não está fazendo nada impróprio em essas cenas", disse o Rafahi, CEO da EMH Productions, empresa com sede em Los Angeles que produziu o clipe.

Segundo agências de notícias iranianas, a prisão ocorreu porque o vídeo "fere a cultura" do país.

O vídeo de 'Teerã Tokyo' acumula 18 milhões de visualizações em uma semana. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas