Profissionais da Osid vestem preto para alertar sobre crise das entidades filantrópicas

salvador
18.05.2022, 17:18:00
(Foto: Divulgação)

Profissionais da Osid vestem preto para alertar sobre crise das entidades filantrópicas

Entidade acumula dívida de R$ 24 milhões e corre risco de encerrar o atendimento ao público

Os profissionais das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) foram trabalhar, nesta quarta-feira (18), usando roupas pretas para alertar a população sobre a grave crise financeira que atinge as instituições filantrópicas no país.

Só no estado da Bahia, das 91 entidades filantrópicas que prestam atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 52% estão endividadas, ou seja, encerraram o ano de 2021 com déficit financeiro. Nos últimos 5 anos, 11 fecharam de vez as portas no estado. As informações são da Federação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia (Fesfba). Dentre as instituições em crise estão a Osid, o Hospital Infantil Martagão Gesteira e o Hospital Aristides Maltez.

Leia mais: No vermelho: 52% das entidades filantrópicas estão endividadas na Bahia

A ação desta quarta foi em apoio ao movimento “As Santas Casas não suportam mais”, organizado pela Confederação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), maior rede hospitalar do SUS e que representa 1.824 hospitais filantrópicos brasileiros.

Somente as Osid enfrentam uma dívida acumulada em R$ 24 milhões, o que põe em risco a continuidade do funcionamento da entidade que atende anualmente 2,9 milhões de pessoas. Esta é, segundo a superintendente das Obras Sociais, Maria Rita Pontes, a pior crise enfrentada pela entidade.

Veja: Em grave crise financeira, Osid podem suspender atendimento ao público 

Os profissionais da Osid usaram ainda uma fita preta amarrada no braço, também em sinal de luto pelo delicado momento que ameaça a continuidade dos serviços prestados pela instituição fundada por Santa Dulce para acolher o pobre, o doente, o necessitado.

Para ajudar as Obras Sociais Irmã Dulce, que enfrentam a maior crise financeira da sua história, é possível realizar doações, a partir de R$10, através do PIX (amigos@irmadulce.org.br) ou por meio do site www.1milhaodeamigossantadulce.org.br.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas