Projeto realiza mapeamento de iniciativas de formação à leitura na Bahia

bahia
16.04.2021, 00:07:00
Atualizado: 16.04.2021, 00:35:34
(Divulgação)

Projeto realiza mapeamento de iniciativas de formação à leitura na Bahia

Portal com a pesquisa de mapeamento será lançado no dia 26 abril, dentro de festival Festival Percursos da leitura na Bahia 

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O projeto Percursos da leitura na Bahia vai mapear e reunir variados projetos, atividades e atuações de formação, fruição e difusão leitora em toda a Bahia, numa iniciativa inédita no Estado. Todos os dados coletados e o mapa com a geolocalização de cada iniciativa serão disponibilizados no portal percursosdaleituranabahia.com.br, com lançamento dia 26 de abril, dentro do Festival Percursos da leitura na Bahia. O festival será online e gratuito, com transmissão no Canal do Coletivo OXE no Youtube/OXE: literatura baiana contemporânea.

Iniciativa do Coletivo OXE, formado por estudantes do Instituto Federal da Bahia do Campus Santo Amaro, da UFBA, UFRB e Uneb, a pesquisa já alcançou 89 iniciativas de 21 territórios baianos, incluindo desde academias de letras, escolas, bibliotecas e editoras, a griôs, professores, artistas e contadores de estórias, secretarias municipais e ações como saraus, feiras, clubes de leitura e podcasts. 

O projeto prevê o mapeamento contínuo de ações leitores com vistas a alcançar todos os Territórios de Identidade do Estado. Inclusive, é possível se autocadastrar pelo formulário https://tinyurl.com/percursos – cada pessoa, grupo ou instituição pode inscrever quantos projetos desejar, desde que sejam realizados no estado. O intuito é também promover discussões e ações formativas voltadas ao fomento da cadeia produtiva do livro e da literatura nos mais diversos formatos, apostando na arte literária como instrumento de compreensão do mundo, das relações humanas e de transformação social.

“A pesquisa vai nos possibilitar ter acesso a outras iniciativas de incentivo à leitura; o que está sendo produzido, quem são as pessoas que produzem e quem são as pessoas que leem, então poderemos fortalecer essa rede e alimentar esse sistema de amantes da literatura e do livro em todo o Estado”, destaca a estudante Lívia Eduarda, que integra o OXE desde 2015. “Queremos mostrar, às pessoas, que a literatura pode estar em qualquer lugar, a qualquer momento e que, mesmo em tempos difíceis como o que estamos vivendo, nós podemos ressignificar e levar arte”, completa a estudante Lídia Souza, também participante do OXE desde 2015.

O Festival

Idealizado para dar mais visibilidade ao projeto Percursos da leitura na Bahia, o Festival Percursos da leitura na Bahia será realizado de 26 a 30 de abril através do canal do YouTube OXE literatura baiana contemporânea. Além da divulgação da pesquisa de mapeamento, o Festival irá apresentar 12 iniciativas selecionadas pelo OXE que se destacaram em seus respectivos municípios de atuação e as quais serão premiadas em R$ 750, com direito à exibição de um vídeo de até 5 minutos e a realização de performances, bate-papos e contação de estórias para detalhar cada ação e atividade. Entre as selecionadas, Fada Dalia (Ilhéus), Cirandeiros do Sertão (Serrolândia), EternizArte (Feira de Santana), Sarau encantos da Serra (Serrinha), Coletivo das Artes Motirô (Teixeira de Freitas) e Educar - Espaço de Leitura Mediação e Formação de Leitor (Salvador).

A programação do evento ainda reúne oficinas de Design Editorial, Encadernação de Livro Artesanal, Práticas de Leitura na Contemporaneidade e História pra quem conta história, e conta três mesas de debates: Leitura para resistir e transformar, Multimeios da Recepção de Literatura, e Espaço para o leitor - um desafio a ser discutido. A conferência de abertura traz o tema Travessias do leitor no curso da história e, encerrando a programação, uma palestra sobre Leitura e Internet (Booktubers, blogueiros), seguida de performance com Samba Chula de São Braz.

Entre as participações confirmadas, a atriz, escritora e contadora e estórias, Ana Luísa Lacombe; o diretor e dramaturgo, Gil Vicente; a arte-educadora e roteirista do programa de rádio literário “De Hoje a Oito”, Andressa dos Prazeres; a escritora infantil Emília Nuñez; a educadora indígena e popular, Nádia Akawã Tupinambá; o jornalista e criador do podcast “This is Brazil”, Pedro Duarte; a escritora e zineira, Gabriela Fidelis; a pesquisadora e Mestra em Antropologia, Lara Rosa; o designer e Mestre em Educação e Contemporaneidade, Marcus Vinícius; a artista e publicitária Mari Buente; o livreiro Primo Maldonado, fundador da LDM; e a Supervisora de Biblioteca no Sesc Bahia, Maria da Conceição Silva.

Durante o Festival, será lançada uma websérie com 11 episódios: nove deles dedicados a discutir conceituações que, comumente, definem gêneros textuais literários (cordel, romance, poema, crônica, conto, dramaturgia, canção, infanto-juvenil, ensaio) e dois que tratam da produção de livros na Bahia, abarcando processos gráficos tradicionais, publicações artesanais e livros experimentais. A programação ainda conta com atividades infantis de contação de estórias e a participação de editoras independentes, apresentando seus respectivos catálogos de publicações. 

Serviço: Festival Percursos da leitura na Bahia
Data: de 26 a 30 de abril
Local: Canal do Coletivo OXE no YouTube - Youtube/OXE: literatura baiana contemporânea
Programação Festival Percursos da leitura na Bahia
Mesas:
•    Abertura: Travessias do leitor no curso da História: Priscila Miraz, Pedro Duarte – dia 26 de abril, às 17h
•    Mesa 1: Leitura para resistir e transformar: Carla Luzia, Igor de Albuquerque, Nádia Akawã – dia 27, às 17h
•    Mesa 2: Multimeios da recepção de literatura: Carollini Assis, Gil Vicente, Jorge Lampa – dia 28, às 17h
•    Mesa 3: Espaço para o leitor: um desafio a ser discutido: Maria da Conceição Silva, Primo Maldonado – dia 29, às 18h
•    Encerramento: Leitura e internet nos dias de hoje: Júlia Suzarte, Mari Buente – dia 30, às 17h
Oficinas:
•    Livros às mãos - Encadernação artesanal e publicações independentes: Gabriela Fidelis, Andressa dos Prazeres – dia 28, às 9h
•    Práticas de Leitura na Contemporaneidade: Lara Rosa – dia 30, às 14h
•    Design Editorial: Marcus Vinícius – dias 26 e 27, às 19h
•    História para quem conta História: Emília Nuñez – dia 29, às 9h
Atividades infantis: 
•    Contação de história com Rosana Paulo - dia 27, às 10h
•    Contação de história com Ana Luísa Lacombe - dia 30, às 10h
Momento Feira: Editora Galinha Pulando, Editora Cartonera das Iaiá, Editora Andarilha de Deisiane Barbosa, Editora Margem Press, Editora Selin Trovoar, Editora Oficina de Cordel de Jotacê Freitas e Editora independente Denisson Palumbo
Performances
•    Leituras para adiar o fim do mundo, Coletivo OXE - dia 26, às 18h45
•    Samba Chula de São Braz – dia 30, às 19h30
Apresentação das iniciativas premiadas: de 27 a 30, às, 16h, 18h30, 19h e 19h15
Gratuito
Mais informação: percursosdaleituranabahia.com.br | @projetooxe
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas