Projeto social precisa de doações para continuar atuando na Zâmbia; saiba como ajudar

mundo
07.08.2020, 10:35:35
Atualizado: 07.08.2020, 10:39:35

Projeto social precisa de doações para continuar atuando na Zâmbia; saiba como ajudar

Malalo Sports Foundation leva esportes, alimentação e educação para famílias carentes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O projeto Malalo Sports Foundation (MSF) da Youth Press and Development Organization está enfrentando dificuldades para manter seu suprimento de alimentação e kits de higiene para o combate à covid-19 em uma comunidade na cidade de Chililabombwe, na Zâmbia. A iniciativa, que estimula a participação comunitária no esporte e na educação, teve suas atividades interrompidas devido à pandemia.

O Malalo Sports Foundation ajuda mais de 2.000 crianças e jovens zambianos através de esportes como futebol e xadrez, além de educá-los em relação ao HIV e malária, endêmicos na região. A comunidade tem passado por dificuldades devido à pandemia da covid-19. Sem poder trabalhar, as famílias estão precisando de alimentos e materiais de proteção contra o coronavírus como máscaras e álcool em gel.

O Malalo Sports Foundation ganhou o reconhecimento e suporte do subsecretário-geral da ONU, Wilfried Lemke, em 2012. “Eu tenho esperança que esse projeto continuará com seus esforços excepcionais e eu gostaria de encorajar todos os patrocinadores e parceiros a considerar o suporte pela iniciativa”, afirmou em carta para o MSF.  

Para ajudar a comunidade através de doações de qualquer valor, clique neste link. Com R$ 1,20 é possível comprar uma máscara; R$ 25,00 se alimenta uma família de seis pessoas e R$ 5,00 se compra uma garrafa de álcool em gel.

Zâmbia
Com população de aproximadamente 17 milhões, o número oficial de casos de covid-19 no país chegou a 7.022. Porém, de acordo com a pesquisa feita pelo Our World in Data da Universidade de Oxford, essa taxa é potencialmente maior, já que os testes são limitados. 

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a taxa de pobreza da Zâmbia é de 54,4% e, pelos dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada 1000 crianças nascidas, 58 morrem antes de completarem 5 anos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas