Projeto vai fazer coleta submarina de resíduos na Baía de Todos-os-Santos

salvador
21.05.2021, 12:51:00
(Almiro Lopes/Arquivo CORREIO)

Projeto vai fazer coleta submarina de resíduos na Baía de Todos-os-Santos

Iniciativa da Paramana tem como manutenção e proteção de mares e rios

Um novo projeto para ajudar na manutenção e proteção de mares e rios será lançado em 5 de junho pela Destilaria Paramana. Na data, primeiro dia da Semana Mundial do Meio Ambiente, começará  a ação, que nesse primeiro momento será em Salvador, na Praia da Gamboa, no entorno do Solar do Unhão. 

A escolha da Praia da Gamboa é considerada estratégica para a coleta de resíduos da Baía de Todos-osSantos, em função do acúmulo provocado pelo movimento natural das marés e pela falta de estrutura adequada para coleta e descarte pela comunidade local. 

"Ações como essa trazem visibilidade para a causa do combate ao lixo marinho, produzido, em sua grande maioria, cerca de 85%, no continente", explica José Rodrigues, consultor técnico-científico do projeto.

Uma equipe especializada de mergulhadores vai fazer a coleta submarina. Depois, haverá um descarte adequado. A ação deve alcançar, a partir deste ponto, praias de outras cidades e países.

"A Paramana nasceu inserida na natureza. Entendemos que as empresas, mais do que nunca, devem buscar uma atuação sustentável, sendo inspiração, inclusive, para seus consumidores, entregando à sociedade mais do que produtos", diz Paulo Sérgio França Cavalcanti, fundador da marca. 

O projeto Paramana Nature tem apoio da Fundação Baía Viva, organização social que atua na Baía de Todos os Santos; da Associação Comercial da Bahia; da BP Investimentos; do Worldwatch Institute, além da Limpurb e da Prefeitura Municipal de Salvador.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas