Quadrilha que ateou fogo a secretaria em Camaçari é presa

bahia
14.11.2017, 19:21:00
Atualizado: 14.11.2017, 19:23:36
(Divulgação/Polícia Civil)

Quadrilha que ateou fogo a secretaria em Camaçari é presa

Eles cobravam para incluir pessoas no Minha Casa, Minha Vida. Servidora estava envolvida

Uma funcionária da prefeitura de Camaçari e outras quatro pessoas ligadas a uma quadrilha que vendia supostas inscrições para compra de imóveis pelo Minha Casa, Minha Vida foram presos nesta segunda-feira (13) em Camaçari. Os suspeitos foram detidos em ação conjunta da 18ª Delegacia com o 12º Batalhão da Polícia Militar.

Marizete Pereira da Encarnação, que trabalhava na prefeitura, e os comparsas Isau Pereira Bispo, Carlos Silva dos Santos, Joseane Paixão de Souza e Andréa Cristina Amélia do Nascimento foram apresentados à imprensa na tarde de hoje.

As investigações acontecem desde fevereiro, depois de denúncias anônimas sobre o golpe que o grupo aplicava. Desde então, a sede da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra) de Camaçari sofreu três incêndios criminosos. A delegada Thaís Siqueira, que comandou a investigação, explicou que a quadrilha foi responsável por queimar o prédio três vezes, a última em 2 de novembro. O objetivo era destruir evidências. 

Isau foi o primeiro a ser preso. Ele foi contratado por Carlos e Joseane por R$ 2 mil para causar os incêndios. Depois, o casal foi preso e então a polícia chegou ao contato que a quadrilha tinha dentro da prefeitura, a servidora Marizete. A quinta integrante, Andréa, era responsável por conseguir os clientes, que pagavam de R$ 1 mil a R$ 3 mil pela chance de conseguir um imóvel no programa.

Os cinco foram autuados em flagrante por associação criminosa. A investigação continua para averiguar se mais pessoas faziam parte do esquema. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas