Quatro pessoas são presas em operação para combater pedofilia na internet na Bahia

bahia
15.12.2021, 08:10:00
(Foto: Haeckel Dias/Polícia Civil)

Quatro pessoas são presas em operação para combater pedofilia na internet na Bahia

Dois alvos foram presos em Salvador, um em Jequié e o outro em Vitória da Conquista

Quatro homens envolvidos em crimes de divulgação de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes na rede mundial de computadores foram presos na manhã desta quarta-feira (15), durante a Operação Infância Protegida deflagrada por unidades da Polícia Civil em Salvador e nos municípios de Vitória da Conquista, Jequié,  Palmeiras e Antônio Gonçalves. Dois alvos foram presos em Salvador, um em Jequié e o outro em Vitória da Conquista

Durante os mandados de busca e apreensão foi encontrado vasto material pornográfico armazenado nos computadores destes envolvidos, que foram presos em flagrante pelos crimes de exploração infantil  e abuso sexual Infantil. “Todo o material apreendido como computadores e celulares, onde o material pornográfico foi encontrado, serão encaminhados para a perícia e nos ajudará aprofundar as investigações”, explicou o coordenador do Laboratório de Inteligência Cibernética, delegado Delmar Bittencourt.

A operação segue no intuito de localizar mais suspeitos envolvidos na prática criminosa. Participam da ação policiais do Laboratório de Inteligência Cibernética da Polícia Civil do Departamento de Inteligência  Policial (DIP) e a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), Departamento de Polícia do Interior (Depin), Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), a Assessoria Executiva de Operação de Polícia Judiciária (Aexpj). 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas