Quatro vigilantes da Uefs testaram positivo para a covid-19

coronavírus
01.06.2020, 09:21:00
Atualizado: 01.06.2020, 09:39:43
(Divulgação/Uefs)

Quatro vigilantes da Uefs testaram positivo para a covid-19

Universidade informou que as dependências físicas onde esses vigilantes atuaram nos últimos dias já foram isoladas e desinfectadas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quatro vigilantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) testaram positivo para a covid-19, até a última sexta-feira (29). A instituição de ensino superior informou que as dependências físicas onde esses vigilantes atuaram nos últimos dias já foram isoladas e desinfectadas - prédio da Administração Central, CAU I, Museu de Zoologia, pórtico da Uefs. 

Além disso, a universidade informou ainda que todos os trabalhadores que tiveram contato com os vigilantes infectados foram dispensados do trabalho e cumprem isolamento social, conforme recomendação das autoridades de saúde. 

"A Uefs, em parceria com  a vigilância epidemiológica municipal, tem dado a devida assistência e monitoramento aos vigilantes. Essas medidas visam reduzir a possibilidade de contágio de outras pessoas, não só pela identificação de casos confirmados em profissionais que atuam no campus universitário, mas também porque a transmissão comunitária da COVID-19 em Feira de Santana está ocorrendo de forma acentuada neste momento", informa a instituição.

Após a confirmação dos casos entre os vigilantes, a Uefs decidiu adotar novas medidas de combate ao coronavírus no campus universitário. Entre elas, estão reforçar a restrição do acesso ao campus, proibir a circulação de pessoas sem máscaras, distribuir protetores faciais para vigilantes e realizar a sanitização de ambientes são algumas medidas tomadas pela Administração Central da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).

A Administração Central da Universidade Estadual de Feira de Santana informou que o primeiro caso da covid-19 na instituição foi confirmado em um trabalhador do serviço de vigilância da instituição. Desde o dia 20 de maio um vigilante e uma vigilante relataram aos seus superiores hierárquicos estarem com sintomas que poderiam ser da doença.

No mesmo dia, ambos foram dispensados do trabalho e orientados a cumprir isolamento social conforme preconizado por autoridades sanitárias. Foram realizados testes para confirmar ou não o contágio pelo novo coronavírus. No dia 23 de maio foram apresentados os resultados dos testes, e apenas um dos casos suspeitos se confirmou.

Na ocasião, a Uefs informou que estava realizando um trabalho de isolamento das dependências físicas onde o vigilante atuava, bem como a desinfecção e que o acesso ao campus continuaria com restrições. "Também está sendo realizado um trabalho de identificação de outras pessoas com as quais ele possa ter tido contato para a devida assistência e monitoramento, em parceria com os órgãos de vigilância epidemiológica municipal. A empresa AVI, que é a empregadora, está dando toda a assistência aos dois vigilantes, independente da confirmação do contágio", informou a instituição, por meio de nota.

Desde o dia 20 de março todas as atividades acadêmicas e administrativas da Uefs foram orientadas a ser desenvolvidas em trabalho remoto, e o serviço de vigilância permaneceu atuando por ser de natureza essencial. A primeira medida, adotada ainda no dia 17 de março, foi dispensar das atividades os profissionais dos grupos de risco, de acordo com as orientações emitidas pelas autoridades sanitárias.

A partir de 20 de março, o acesso ao campus universitário foi restringido somente a pessoas com autorização, ou em escala de trabalho presencial, inclusive outros trabalhadores de serviços terceirizados, como forma de reduzir o risco para esses profissionais decorrentes dos contatos com o público. Os vigilantes também receberam máscaras, uma cartilha com orientações e álcool em gel.

"Asseguramos que todo e qualquer caso suspeito no âmbito da instituição sempre foi e sempre será acompanhado da devida verificação e assistência. A Administração Central considera fundamental exercer a transparência sobre essas informações, e solicita que seja evitada a propagação de informações que não sejam oficiais da instituição a respeito destes fatos, a fim de que não se instale o pânico e para que a situação seja tratada com base em premissas científicas, epidemiológicas e, sobretudo, solidárias e humanizadas no cuidado com as pessoas envolvidas", acrescenta a nota.

Casos da covid-19 em Feira:
Casos confirmados no último final de semana: 31
 
Total de casos confirmados no município: 563
 
Casos ativos: 384
 
Pacientes recuperados nos dias: 0
 
Total de recuperados no município: 166
 
Pacientes da Covid-19 hospitalizados no município: 10
 
Resultados negativos/descartados do dia: 28
 
Total de óbitos por Covid-19: 12

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas