Quer ganhar mais de R$ 3 mil com venda de milhas? Conheça 10 segredos

economia
10.06.2019, 05:00:00
Atualizado: 10.06.2019, 15:15:18
Yulo já chegou a faturar R$ 3 mil com a venda de 30 mil pontos acumulados em programas de fidelidade (Foto: Mauro Akin Nassor/ CORREIO)

Quer ganhar mais de R$ 3 mil com venda de milhas? Conheça 10 segredos

Transforme pontos em dinheiro: a depender do Programa de Milhagem 10 mil milhas pode valer, em média, mais de R$ 300

Quase 30 mil milhas, que estavam encalhadas no programa de fidelidade do administrador Yulo Césare Neto, renderam mais de R$ 3 mil na sua conta bancária. Mas, qual o segredo? Entender de fato como funciona este benefício que pode valer muito mais do que uma passagem área. 

“Além das formas usuais, como cartão de crédito e viagens de avião, passei a comprar créditos de combustível pela internet, para acumular pontos em um programa parceiro e, posteriormente, transferi-los para os programas de milhagem”, afirma.  

A estratégia de alterar a forma de pagamento de um gasto recorrente acabou gerando uma renda extra significativa para o orçamento de Yulo. “Existe um leque enorme de opções para acúmulo de milhas. Quanto mais atento você está às promoções dos programas de milhagens ou parceiros, maior a chance de potencializar esse ganho”. 

E realmente estas chances existem. O CORREIO ouviu especialistas no assunto e eles listaram pelo menos 10 dicas que podem aumentar a sua competitividade de ganho na hora de vender milhas. O tutorial se completa com um passo a passo e o levantamento de algumas opções de plataformas que compram estes pontos (veja abaixo).

Com  dinheiro que ganhou com as milhas, Yulo pagou o IPVA do carro e ainda garantiu uma boa reserva financeira.“ Investi a maior parte. Eu sempre achava alta a pontuação para trocar milhas por passagens. Vi que alguns pontos iriam expirar em breve e achei que faria mais sentido ‘monetizar’ essas milhas. Não me arrependo”, completa.

E o momento é bom para quem quer entrar no mercado de venda de milhagens. Segundo o diretora de marketing da plataforma Maxmilhas, Tahiana D'Egmont, a crise na Avianca acabou encarecendo o valor do preço dos voos em todo país. “As passagens emitidas com milhas, que são menos sensíveis às mudanças de mercado e geralmente saem mais em conta para o consumidor ficaram ainda mais atrativas”. 

Com isso, a procura por essas passagens acabaram influenciando - ainda que indiretamente - na venda das milhas usadas na emissão de voos das outras companhias aéreas. “Os baianos estão acompanhando de perto essa evolução do uso das milhas. A quantidade de ofertas de milhas de vendedores da Bahia feitas de janeiro a maio deste ano aumentou 16,5% se compararmos com o mesmo período do ano passado. É um crescimento bastante significativo”, analisa.

Negócio

Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF), diz que no ano passado foram trocados 245 bilhões de pontos/milhas no país. Ou seja, não dá para perder dinheiro. Para a youtuber de finanças pessoais do canal Mão de vaca Profissional, Gabriela Forlin, o primeiro passo para transformar as milhas em grana  é desmistificar a ideia de que milhas só estão associadas a passagens áreas. 

“Talvez o maior segredo é que você pode usar para várias coisas. A maioria das pessoas associa com passagem aérea, mas a verdade é que os pontos podem ser usados para uma infinidade de coisas: smartphones, eletrodomésticos, TVs, calçados, roupas, perfumes, combustível. Usar milhas por si só já é ganhar dinheiro”, destaca. 

O gerente de comunidade da Turismo City, Renata Coelho Mastandrea, ensina como fazer a conta na hora de analisar quanto e como utilizar as milhas. A empresa atua no ramo de busca de voos e hotéis e conta com mais 1,5 milhão de usuários. “Qual é o menor valor do seu trecho (ida ou ida e volta) cobrado pela companhia aérea? Quantas milhas do seu programa de milhagens são necessárias para você fazer este mesmo trecho? Com os dados obtidos, faça uma regra de três para saber o valor exato que a companhia aérea está cobrando pela viagem com milhas e a partir daí decida qual a melhor alternativa”, orienta.

Outra dica é ficar de olho nas promoções para aumentar as milhagens acumuladas. Confira também as vantagens das assinaturas destes programas, como aconselha a terapeuta financeira Aline Soaper. “Concentre todas as suas compras no cartão de crédito. Fique atento às  ofertas das companhias para transferir suas milhas valendo mais. Sempre que possível realize compras nos sites parceiros das companhias aéreas. Esta é mais uma opção de aumentar o benefício”. 

Cuidados

Mesmo com uma grande oferta de plataformas que fazem a intermediação da venda de milhas, não existe uma lei que regulamente a comercialização dos pontos de programas de fidelização. De acordo com especialista em Relações Institucionais da Proteste, Juliana Moya, por contrato, a comercialização de milhas é proibida e pode resultar na exclusão do consumidor do programa.

Cada companhia aérea segue regras próprias que permitem ou não a compra de milhas diretamente da empresa ou a transferência de pontos para outros usuários. “Verifique o que dispõe o contrato com a companhia aérea. Depois, procure uma empresa fidedigna, reconhecida no mercado e acompanhe a opinião de outros consumidores sobre a mesma para diminuir o risco de ter problemas”, diz. 

No geral, as empresas levam até 20 dias para depositar o valor na conta.  O consumidor deve estar ciente de que vai precisar compartilhar seu login e sua senha no programa de milhagem. “A utilização de milhas além das negociadas só poderá ser verificado após a conclusão da transação. Só com estas informações o site comprador pode resgatar os pontos e, posteriormente, emitir um bilhete aéreo“, completa a especialista.  


OS 10 SEGREDOS

1. Escolha  bem o programa de fidelidade Vale ficar atento às vantagens de acúmulo que cada programa oferece e aos preços que cada 1.000 milhas estão valendo nas plataformas que fazem a intermediação destas milhas.

2. Torne o cartão de crédito um aliado Quanto mais usá-lo, maior será a pontuação. por isso é importante fazer um bom planejamento financeiro. Geralmente, os cartões permitem o acúmulo de 1 ponto por 1 dólar gasto, mas essa pontuação varia de acordo com o cartão de crédito. Por isso, vale a pena analisar qual é o cartão ideal para seu objetivo de acúmulo. 

3. Aproveite as promoções dos programas de milhagem Não ignore as ofertas que chegam ao seu e-mail com descontos para a compra de milhas. Uma dica importante é acompanhar as promoções de bônus antes de transferir os pontos do cartão de crédito para os programas de fidelidade. Com essas promoções, é possível transformar seus pontos em muito mais milhas.

4. Regulamento É preciso conhecer bem o programa de milhagem. Vale a pena também comparar as condições de venda e o melhor valor de cotação das plataformas onde é possível vender estas milhas. 

5. Conheça a empresa que você vai vender Cheque a reputação da mesma antes de negociar suas milhas.  Não confie em qualquer anúncio, sobretudo, com ofertas muito acima do que é praticado pelo mercado. É importante se informar antes de vender e as redes sociais e fóruns podem ajudar. 

6. Concentre suas milhas O ideal é que o consumidor transfira as milhas para uma única empresa aérea, no máximo duas. Isso vai permitir que ele consiga um volume significativo que possibilite fazer as viagens pagando apenas com milhas ou possa vender para outra pessoa que queira viajar e não tenha essas milhas.

7. Sites parceiros Sempre que possível realize compras nos sites parceiros das companhias aéreas porque eles aumentam seu benefício na hora das compras. 

8. Prazo Se ligue no prazo de expiração das milhas. Lembre-se que milhas é dinheiro. Acompanhe o extrato do seu programa de milhagens. 

9. Pontos retroativos Se você viajou nos últimos meses, mas não acumulou milhas, pode pedir os pontos retroativos. Dê uma olhada nas regras (varia de programa para programa), forneça as informações e pontue por voos passados. 

10. Planejamento Não é porque você está pagando com milhas que não há variação de preço, então, tudo tem que ser feito com antecedência, da mesma forma que se faz quando se paga com dinheiro. Mais uma vez a dica é fazer várias cotações em diferentes sites e avaliar qual a melhor oferta de venda. 


COMO VENDER SUAS MILHAS

1º passo Avalie se o momento é bom mesmo para vender suas milhas. Faça o cálculo e a cotação nos diversos sites de venda de milhagens.

2º passo  Os preços têm como referência a quantidade de cada 1 mil milhas (milheiro). As operadoras contam com 
rankings que ajudam a fazer uma oferta competitiva. 

3º passo Defina o valor para suas milhas. Os sites também fazem cotações. 

4º passo  Após a análise, as empresas então enviam um e-mail confirmando se aceitaram ou não a proposta e a partir dai o consumidor vai gerenciando suas vendas. 

5º passo  O dinheiro da venda das milhas cai na conta, geralmente, em 20 dias. Mas há sites que costumam dar opções de antecipar este valor antes do período. 


ONDE NEGOCIAR

Maxmilhas  Tanto no site, quanto no aplicativo é possível definir a quantidade de milhas e o valor de venda. www.maxmilhas.com.br

Hotmilhas  A plataforma já comprou mais de 7 bilhões de milhas em 10 anos de mercado. É preciso fazer uma cotação para saber o valor das suas milhas.www.hotmilhas.com.br.  

Compro suas milhas É possível negociar a partir de 10 mil milhas. www.comprosuasmilhas.com.br

Pontos e Milhas O site envia o resultado da cotação em 1 minuto.  www.pontosemilhas.com.br

Elo Milhas  O site também é uma das opções que fazem a cotação no cadastro e informam o valor das suas milhas. www.elomilhas.com.br

Bank Milhas O site compra milhas dos programas da Latam, Avianca, Gol e Azul. www.bankmilhas.com.br

Cash Milhas É possível vender de 10 mil a 500 mil milhas. www.cashmilhas.com.br

Cred Milhas A plataforma garante o pagamento das milhas em até 48 horas. www.credimilhas.com 


DICA DA SEMANA: MIL E UMA UTILIDADES

Cartões de crédito Há bandeiras e administradoras de cartão que dão descontos no valor da anuidade ou até insenção a partir da utilizaçãos dos pontos do programa de fidelidade. Também há casos em que é possível descontar do valor da fatura. Consulte a Central de Atendimento do seu cartão. 

Seguro automotivo  Seguradoras como a Porto Seguro também concedem desconto no valor total da apólice, de acordo com o número de pontos acumulados no cartão de crédito. Vale verificar as condições. 

Troca de produtos  Acompanhe sempre as ofertas das lojas virtuais dos programas de fidelidade disponíveis no mercado. Há ainda a opção de trocar pontos por desconto em lojas parceiras.




Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/taylor-swift-lanca-o-lover-o-setimo-album-de-sua-carreira/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/banda-paulista-o-terno-apresenta-novo-album-no-tca-nesta-sexta-23/
Disco <atrás/além> é o quarto da carreira do trio liderado por Tim Bernardes
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rita-beneditto-apresenta-tecnomacumba-no-ic-encontro-de-artes/
Show acontece no Goethe-Institut nesta sexta (23), às 20h
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/suspeito-de-golpe-milionario-tem-prisao-preventiva-decretada-na-bahia/
Homem mentiu para a família e disse que ficou rico após ganhar na Mega-Sena
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/skatista-de-11-anos-pode-representar-o-brasil-na-olimpiada/
Rayssa Leal estará em Lauro de Freitas neste fim de semana para disputar Circuito Brasileiro de Skate
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gilberto-gil-e-carlinhos-brown-agitam-a-semana-do-clima/
Artistas defenderam o meio ambiente e a luta pela preservação da natureza
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-colocar-fogo-em-onibus-homem-se-esfaqueia-em-copacabana/
Vídeo mostra veículo tomado por fumaça; suspeito tem passagem por homicídio
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/transito-na-acm-sera-modificado-a-partir-do-proximo-dia-31-veja-o-que-muda/