'Querem achar um culpado', diz amigo de homem baleado pela PM em São Marcos 

salvador
27.01.2020, 10:57:00
Atualizado: 28.01.2020, 09:45:56

'Querem achar um culpado', diz amigo de homem baleado pela PM em São Marcos 

Rapaz que não teve a identidade revelada está custodiado no Hospital Eládio Lasserre 

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma ronda policial na tarde de sábado (25), na comunidade do Coroado, no bairro de São Marcos, em Salvador, resultou em um policial militar baleado e um homem não identificado atingido no ombro e pé. Amigos do rapaz acusam a polícia de prisão indevida, alegando que ele é inocente e passava pelo local quando foi atingido. 

Ao CORREIO, um amigo do rapaz informou que há vídeos de câmeras de segurança e gravados por moradores que comprovam que o rapaz estava passando de moto pelo local quando foi atingido no ombro direito e pé pelos disparos.

"A população tem vídeo, mostrando que ele desceu  foi baleado quando estava no chão, não fugiu, e caiu no chão dizendo que era morador do bairro. Todos os moradores gritam dizendo que ele é morador também", afirmou o amigo do rapaz. 

O rapaz trabalha como motorista de caminhão. "Ele tem residência fixa, com endereço no nome dele, comprovando que ele mora ali. Ele só estava na hora e lugar errados. A polícia está querendo dizer que ele estva no meio, mas é visível no vídeo que a polícia chega nele e pega uma bolsa que ele estava na mão e deu as costas para ele. Se ele fosse bandido, a polícia ia algemar ele, né? A população acudiu ele e os policiais levaram para o hospital Eládio Lasserre, onde está sob custódia", contou o amigo do rapaz. 

"Estamos muito preocupados porque não ele não está podendo receber uma visita. Ele está sob suspeita e ninguém sabe o porquê. Fomos na Central de Flagrantes e disseram que tinham uma arma, mas no vídeo mostra claramente que não existia nenhuma arma. O que eles querem fazer com isso, eu não sei", diz.

"Não estamos podendo vê-lo para nada, eles não autorizam nem chegarmos perto. Eu sei que ele tomou um tiro no ombro direito e um no pé. Ele trabalha como motorista de caminhão, não tem carteira assinada, mas o patrão dele já falou que poderia falar por ele. Ele tinha até recebido um dinheiro, estava na carteira e tudo dele está em posse da polícia, celular, carteira...", contestou.

O amigo questiona a polícia sobre a prisão. "O vídeo é bem nítido, dá para ver tudo. Não sei se estão querendo prejudicar ele, estão querendo um culpado porque um policial foi baleado. Ele estava passando no meio do confronto. Ele estava de moto, não tinha como estar com uma arma", completou.

Em nota, a Polícia Militar informou que no sábado (25), por volta das 14h30, na localidade do Coroado, bairro de São Marcos, policiais militares da 47ª Companhia Independente de Policiamento Militar (CIPM/Pau da Lima) faziam rondas na região, quando indivíduos armados atiraram contra a equipe policial. Na ação, um policial militar foi alvejado na perna e conduzido ao Hospital da Bahia, onde passa por avaliação médica. 

Ainda conforme a PM, durante a troca de tiros, um dos envolvidos foi atingido e socorrido para o Hospital Eládio Lasserre, em Cajazeiras. Com ele, foi encontrado um revólver e 46 papelotes de maconha.

Também em nota, a Polícia Civil reafirmou a versão da PM ao informar que o rapaz foi autuado em flagrante por oposição a intervenção policial, tráfico de drogas, porte ilegal de arma e lesões corporais, pois um policial ficou ferido durante a troca de tiros com uma equipe da 47ª CIPM/Pau da Lima.

Ele foi flagrado, reforça a Civil, com 46 porções de maconha, um revólver calibre 38, municiado, sendo quatro deflagradas e duas picotadas. A ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes e seguirá para apuração na 10ª Delegacia (Pau da Lima).

*Com orientação do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas