Raio-x do Vitória: média de idade, experiência e títulos do elenco

e.c. vitória
29.07.2020, 05:01:00
Atualizado: 29.07.2020, 17:51:25
Figueiredo é o jogador mais jovem do elenco, com 18 anos (Letícia Martins/EC Vitória)

Raio-x do Vitória: média de idade, experiência e títulos do elenco

Levantamento feito pelo CORREIO traça perfil do grupo de 42 jogadores

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O elenco numeroso do Vitória não foi suficiente para fazer o clube alcançar os primeiros objetivos da temporada. As eliminações nas quartas de final da  Copa do Nordeste e na fase classificatória do Campeonato Baiano abriram espaço a um questionamento. Apesar de ter 42 atletas disponíveis, o Leão está preparado para brigar pelo acesso à primeira divisão nacional? A estreia na Série B do Brasileirão está marcada para dia 8 de agosto, às 19h, no Barradão, contra o Sampaio Corrêa.

Após empatar em 2x2 com o Doce Mel, estreante na primeira divisão do estadual, e se despedir do campeonato no domingo, o técnico Bruno Pivetti avaliou que a inexperiência do seu time contribuiu para o resultado. “Como nós temos uma equipe jovem e ansiosa, principalmente por fazer saldo de gol, nós nos desguarnecemos atrás por duas vezes e fomos prejudicados com isso no primeiro tempo”, pontuou o treinador.

Ele mandou a campo uma equipe mista, formada por reservas imediatos, revelações da base e três atletas que tinham sido titulares 24 horas antes, na eliminação para o Ceará na Copa do Nordeste: Guilherme Rend, Fernando Neto e Alisson Farias.

A pouca maturidade do elenco não foi destacada somente pelo treinador. Um dia após o revés no estadual, a diretoria anunciou assim a contratação do meia-atacante Marcelinho, de 35 anos, que estava no Ludogorets, da Bulgária: “Dentro do projeto e das observações visando aumentar a maturidade da equipe com vistas a principal competição do ano, o Campeonato Brasileiro da Série B, o Vitória anuncia a contratação do meia-atacante Marcelinho”, disse o clube em nota oficial.

A média de idade do grupo antes da chegada de Marcelinho é de 23,68 anos. Com ele, aumenta pouco, para 23,95. Levantamento feito pelo CORREIO traça um perfil do elenco para disputar o acesso à Série A daqui a 10 dias. Serão 38 rodadas até 30 de janeiro.

Dos 42 atletas, apenas cinco têm mais de 30 anos: Thiago Carleto e Júnior Viçosa, com 31, além de Maurício Ramos, Gerson Magrão e Marcelinho, que têm 35. Com exceção de Marcelinho, que tem previsão de chegada à Toca nesta quarta-feira (29), todos eles já atuaram como titular, mas apenas Carleto e o capitão Maurício Ramos se firmaram no time.

O jogador mais jovem do grupo é o volante Figueiredo, que completou 18 anos nesta temporada e teve o contrato renovado até 2025. Ele é um dos 10 atletas com até 20 anos de idade. Yuri Sena, John, Matheus Morais, Maykon Douglas e Samuel têm 19 anos. Gabriel Furtado, Caros, Eduardo e Negueba têm 20.

A média de idade por setor varia bem pouco. A defesa tem 18 atletas à disposição e média de 24,38 anos. Quase idêntico ao meio-campo, com média de 24,36 entre 11 jogadores. O ataque reúne 13 opções e tem média de 23 anos. 

O elenco do Leão tem 38% dos jogadores formados na base do clube. São 16 pratas da casa e só dois deles já vestiram a camisa de outros times, o lateral direito Léo, de volta após jogar em seis times da Série A entre 2013 e 2019, e o centroavante Léo Ceará, que foi emprestado a Campinense, Confiança e CRB.

Destes, seis estrearam como profissional em 2020  - John, Carlos, Matheus Morais, Figueiredo, Eduardo e Maykon Douglas - e dois, apesar de promovidos, ainda aguardam a primeira oportunidade - o goleiro Yuri Sena e o atacante Samuel.

O mesmo percentual se refere a atletas com algum título no currículo. Dos 42 jogadores, apenas 16 já ergueram uma taça de competição profissional. O lateral esquedo Thiago Carleto está entre os mais vitoriosos. Entre as conquistas estão o Campeonato Brasileiro de 2012 com o Fluminense e a Série B de 2015 com o Botafogo.   

Carleto é um dos 29 atletas do grupo com experiência na Série B: 69% já disputaram alguma vez na carreira. As exceções são o goleiro Yuri Sena, os zagueiros Gabriel Furtado, John, Carlos, Matheus Morais e Nuno, os volantes Figueiredo, Guilherme Rend e Maykon Douglas, os meias Eduardo e Matheus Tenório, além dos atacantes Caíque Souza e Samuel. Destes, apenas Gabriel Furtado, Nuno, Guilherme Rend e Matheus Tenório não foram formados na Toca do Leão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas