Ramírez, Mano e árbitro são intimados a depor sobre caso de racismo

e.c. bahia
21.12.2020, 15:06:00
Atualizado: 21.12.2020, 15:57:58
Afastado das atividades no Bahia, Ramírez terá que depor presencialmente sobre suposto caso de racismo contra Gerson (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)

Ramírez, Mano e árbitro são intimados a depor sobre caso de racismo

Intimação foi feita pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O técnico Mano Menezes, o meia colombiano Juan Pablo Ramírez, do Bahia, e árbitro Flávio Rodrigues de Souza, que apitou a partida entre o tricolor e o Flamengo, no último domingo (20), no Maracanã, foram intimados pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, do Rio Janeiro, a prestar depoimento presencial sobre o caso de injúria racial contra o volante Gerson, do Flamengo.

O jogador do rubro-negro acusou Ramírez de cometer racismo durante a partida entre Bahia e Flamengo. Segundo Gerson, o meia do Bahia teria dito a frase 'cala boca, negro'. Durante a confusão que se formou no campo, o técnico Mano Menezes chegou a minimizar a acusação, dizendo que Gerson estava de malandragem.

"Instaurei inquérito e combinei com o departamento jurídico do Flamengo para que o Gerson viesse aqui para que pudesse relatar tudo o que aconteceu. Pedi para CBF os documentos referentes ao jogo (súmula). Injúria racial é crime e tem que ser punido. Importante as pessoas entenderem que não pode haver mais racismo", disse a delegada Marcia Noeli. 

De acordo com o vice jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, Gerson irá até a delegacia registrar ocorrência contra Ramírez. O clube também vai pedir a punição na esfera esportiva ao técnico e jogador, ingressando com representação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Do lado do Bahia, o suposto crime está sendo apurado antes de determinar quais medidas vão ser tomadas. Nesta segunda-feira (21), a diretoria do Esquadrão solicitou as imagens da partida e afastou o meia Ramírez das atividades até o fim das investigações.

Já o técnico Mano Menezes foi desligado do comando técnico do clube ainda na noite de domingo (20), após a derrota por 4x3, no Maracanã.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas