Raul Prata garante Vitória 'focado e motivado' na busca pelo título

e.c. vitória
16.04.2021, 16:11:00
Atualizado: 16.04.2021, 16:11:53
Raul Prata (ao centro) em treino do Vitória (Foto: Pietro Carpi/EC Vitória)

Raul Prata garante Vitória 'focado e motivado' na busca pelo título

Leão enfrenta Altos neste sábado (17), no Barradão, de olho em vaga na semifinal da Copa do Nordeste; veja vídeo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A busca do Vitória pelo título da Copa do Nordeste terá mais um capítulo neste sábado (17). Às 18h30, o Leão enfrenta o Altos, do Piauí, no Barradão, de olho em uma vaga na semifinal. Maior vencedor do regional, o rubro-negro está há 11 anos sem levantar a taça.

Com a missão de quebrar o jejum, o Vitória tem apostado na mescla dos jogadores da divisão de base com atletas mais experientes. Entre eles, o lateral Raul Prata, de 33 anos. Nesta sexta-feira (16), o atleta falou sobre a pressão para faturar mais uma vez o título.

"Essa pressão existe, temos consciência. Mas é uma motivação. A gente entra nos campeonatos para ganhar títulos. A Copa do Nordeste não é diferente. A gente tem time, tem consciência do tempo que o Vitória tem sem ganhar esse campeonato, que é um campeonato muito bom. Então, a gente está bem focado e motivado para buscar esse título. Temos condições para isso", comentou.

O duelo será disputado em jogo único e o Leão avança com um triunfo simples. Em caso de empate, a decisão será nas penalidades.

O rubro-negro, aliás, era dono de uma invencibilidade de 10 jogos na temporada, mas deu adeus à marca na última quarta-feira (14), após perder para o Doce Mel, por 1x0, no Barradão, pelo Campeonato Baiano. Para Raul Prata, o resultado ruim até liga o alerta, mas não é hora de se preocupar demais.

"Isso não pode causar em nós, essa desconfiança pelo fato do último jogo. Fizemos bons jogos antes, jogos em que criamos mais que o adversário, finalizamos mais, ficamos mais com a bola. Isso que precisamos voltar a fazer. Não só pegar o espelho desse último jogo. Mas sim jogos que fizemos antes disso. Alguns foram muito bons em nível de desempenho coletivo e individual de cada um, para voltar a jogar bem e vencer", comentou.

"Lógico que é ruim perder, principalmente em casa. No Campeonato Baiano, a gente ainda não conseguiu fazer uma sequência de vitórias para chegar na parte de cima da tabela. Mas não podemos esquecer que, antes desse jogo, a equipe fez bons jogos, tanto na Copa do Nordeste quanto no Campeonato Baiano e Copa do Brasil, onde avançamos de fase. Fizemos bons jogos, tivemos bom desempenho. Não podemos perder isso por causa do último jogo, em que não fomos muito bem. A equipe vem se entrosando, ganhando uma forma de jogar. Nesse jogo agora, da Copa do Nordeste, a gente espera voltar a jogar bem e avançar", continuou.

O lateral também fez uma avaliação sobre a defesa do Vitória e comemorou a evolução. Em 15 jogos, a equipe foi vazada 13 vezes, uma média de 0,86 gol sofrido por partida. Na Série B da temporada passada, o time levou 45 gols em 38 duelos, média de 1,18 gol sofrido por confronto.

"Muito bom, principalmente para mim, que sou jogador da defesa. Quanto menos gols tomar, melhor. Mas não é só um trabalho da defesa. É um trabalho que começa lá na frente, assim como um time que marca muitos gols, não é só o ataque. Essa questão de a defesa não estar sofrendo muitos gols é muito importante, que a gente continue assim. Não tomando muitos gols e vencendo as partidas. Acho que os parabéns são para a equipe toda, que desde lá na frente vai marcando, ajudando a não levar muitos gols", afirmou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas