Raul Prata mira titularidade no Vitória: 'Vou dar meu melhor'

e.c. vitória
26.03.2021, 15:35:00
Atualizado: 26.03.2021, 15:35:17
"Chego com a expectativa de jogar", disse Raul Prata (Foto: Letícia Martins/EC Vitória)

Raul Prata mira titularidade no Vitória: 'Vou dar meu melhor'

Lateral estreou com a camisa rubro-negra no empate com o CRB e recebeu elogio de Rodrigo Chagas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Raul Prata fez sua primeira partida com a camisa do Vitória na última quarta-feira (24), no empate em 1x1 com o CRB, pela Copa do Nordeste. E, mesmo tendo passado quase 40 dias sem jogar, recebeu elogios do técnico Rodrigo Chagas. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (26), o lateral-direito também declarou ter aprovado sua atuação.

"Acho que foi uma estreia muito boa. Fazia quase 40 dias que não jogava. Fiquei 15 dias parado, depois que acabou o Campeonato Brasileiro. Tive um tempo bom para treinar, mas o ritmo de jogo é outra coisa. Mas acho que fui bem, não só eu como a equipe toda. Acho que foi uma boa estreia", comentou.

Aos 33 anos, Raul não esconde o objetivo de assumir a titularidade da lateral-direita do Vitória. Na posição, ele tem a concorrência de Van e Cedric, que retornou do empréstimo ao CSA e também pode atuar como volante. 

"Chego com a expectativa de jogar. Quem vai dizer se vou ser titular ou não é meu trabalho dentro de campo. Chego com esse pensamento, que vou dar meu melhor para ser titular do Vitória. A cada jogo, ganhar mais ritmo, ir aperfeiçoando, e melhorando o desempenho", garantiu.


O jogador estava há quatro anos no Sport, antes de chegar ao Vitória. Ao longo do tempo no time pernambucano, exerceu um papel mais defensivo. Mas, no Vitória, Raul vai vai precisar exercitar uma atuação mais ofensiva. Ele vê a oportunidade com bons olhos.

"Nos últimos anos, venho jogando bastante mais na parte defensiva, pela forma que o clube que eu jogava atuava. Aqui vejo um pouco diferente, os laterais atacam um pouco mais. Claro que, como lateral, gosto mais de atacar do que de marcar. Para mim, a principal função do lateral é um jogador defensivo. Acho que é a consistência defensiva e o apoio ao ataque. Essas duas coisas têm que estar bem equilibradas", comentou.

"Tenho bastante jogada de linha de fundo, pela forma que o professor Rodrigo faz com que o time jogue, essa saída de três zagueiros, o volante entrando ali, o lateral espeta bem na linha de fundo e as jogadas acontecem. No jogo, aconteceu algumas vezes. Acho que é isso. O lateral tem que fazer essa jogada de linha de fundo junto com o atacante de beirada. Nesse jogo, conseguimos criar algumas jogadas boas", continuou.

Raul também comentou sobre os cuidados tomados pelos atletas diante da pandemia do coronavírus, que já fez mais de 300 mil vítimas fatais no Brasil.

"Falo por mim e pela maioria, jogador não sai muito, não fica muito em aglomeração. E lógico que com tudo o que está acontecendo, maioria dos lugares fechados, a gente treina e vai para casa. Praticamente, é essa nossa rotina. No futebol, a gente faz exame toda semana. Os cuidados estão sendo bem rigorosos e o acompanhamento é quase diário. Os cuidados estão sendo bem feitos e isso ajuda muito".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas