Refinaria recebe maior navio de sua história

bahia
27.01.2022, 05:00:00
Mataripe foi primeira unidade desestatizada pela Petrobras (Divulgação )

Refinaria recebe maior navio de sua história

Carga de um milhão de barris deve proporcionar ganho de produtividade a Mataripe

A Refinaria de Mataripe, antiga Landulpho Alves, recebe esta semana um navio com um milhão de barris de petróleo, destinado à produção de combustíveis e derivados. Será a maior embarcação que já abasteceu a unidade de produção, que foi adquirida recentemente pela Acelen, empresa do fundo Mubadala. 

“Em função do alto volume, a operação deve proporcionar um significativo ganho de produtividade nas operações da refinaria”, informou ontem a Acelen, através de nota. O procedimento de abastecimento está em andamento através do processo ship to ship, que consiste no transbordo do produto para embarcações menores que acessem os piers locais, explicou a empresa. 
“A Refinaria segue operando de forma otimizada sem representar riscos de abastecimento ao mercado”, completou a nota. 

A Landulpho Alves foi a primeira refinaria desestatizada pela Petrobras, de um conjunto de nove unidades que devem passar ao controle privado nos próximos anos.  Após a aquisição, concretizada em 1º de janeiro, a Acelen renomeou a unidade de Mataripe e iniciou o planejamento para uma série de investimentos no local. 

Ainda este ano, está prevista uma grande parada de manutenção, para modernização de algumas áreas de produção. Os planos da Acelen são de elevar o nível médio de produção da refinaria da faixa dos 70% para algo acima de 90%. 

Durante o período de transição, de 18 meses, equipes da Petrobras irão dar apoio à Acelen na operação da unidade, através de prestação de serviços. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas