Relembre as conquistas de Guto Ferreira no comando do Bahia

e.c. bahia
09.10.2021, 06:00:00
Com histórico de conquistas pelo Bahia, Guto volta ao tricolor com missão de evitar rebaixamento (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Relembre as conquistas de Guto Ferreira no comando do Bahia

Treinador inicia neste sábado (9) a terceira passagem pelo tricolor

O duelo contra o Athletico-PR, neste sábado (9), às 19h, na Arena da Baixada, vai marcar a reestreia de Guto Ferreira no comando do Bahia. Substituto de Diego Dabove, "Gordiola" - como ele é carinhosamente chamado -, vai iniciar a terceira passagem pelo Bahia. 

Nos últimos anos, Guto pode se orgulhar de ser o treinador mais vitorioso pelo Esquadrão. Além de ter sido o comandante no retorno do Bahia à primeira divisão, ele faturou os títulos da Copa do Nordeste e do Campeonato Baiano. 

Ao todo, Guto Ferreira soma 92 partidas pelo Bahia entre Séries A e B, Campeonato Baiano, Copa do Brasil, Copa do Nordeste, Sul-Americana e Florida Cup. O aproveitamento é de 61,2%. 

Para refrescar a memória do torcedor, o CORREIO relembra os feitos de Guto no Esquadrão. Confira:

Acesso à Série A
Em 2016, Guto trocou a Chapecoense pelo Bahia com a missão de conduzir o Esquadrão de volta à primeira divisão depois de duas temporadas na Série B. 

Bahia comemora retorno à Série A, em 2016; Guto Ferreira foi o comandante no acesso (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

O treinador assumiu o comando do clube na 13ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, o Bahia ocupava a 9ª colocação, com 17 pontos. Com Guto, o Esquadrão conseguiu 13 vitórias e sete empates em 26 jogos. O suficiente para terminar o torneio na quarta colocação, com 63 pontos, e garantir a volta à elite. 

Tricampeão do Nordestão
O acesso à Série A garantiu a permanência de Guto para a temporada seguinte. Em 2017, o treinador então conquistou o principal título pelo Esquadrão. 

A campanha na Copa do Nordeste contou com liderança na fase de grupos. Nas quartas de final, o tricolor passou pelo Sergipe, vencendo os dois jogos, por 4x2 e 3x0, respectivamente. 

Já na semifinal, a disputa foi nada menos do que o clássico contra o Vitória. No Ba-Vi da ida, no Barradão, o Bahia perdeu por 2x1. Mas, na volta, em uma Fonte Nova lotada, Allione e Régis garantiram o triunfo por 2x0 que colocou a equipe na final do torneio. 

Guto Ferreira comemora tricampeonato da Copa do Nordeste. Tricolor bateu o Sport na final (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Na grande decisão, o Bahia de Guto Ferreira encarou o Sport. No jogo de ida, na Ilha do Retiro, em Recife, as equipes ficaram no empate por 1x1. Já no duelo da Fonte Nova, o Esquadrão levou a melhor: venceu por 1x0, com gol de Edigar Junio, e conquistou o tricampeonato. 

Campeão Baiano 
Guto deixou o Bahia durante a temporada 2017 e assumiu o Internacional, clube pelo qual conquistou mais um acesso à Série A. No entanto, no início de 2018 - primeiro ano da gestão de Guilherme Bellintani -, ele teve o retorno ao tricolor confirmado. 

Em 2018, Guto voltou ao Bahia e conquistou o Campeonato Baiano na final contra o Vitória (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Na segunda passagem pelo clube, Guto voltou a soltar o grito de campeão. Dessa vez ele levantou o Campeonato Baiano. Apesar da vantagem do Vitória na final, o Bahia venceu os dois jogos: 2x1 na Fonte Nova e 1x0 no Barradão, ficando com a taça. 

Agora, a meta de Guto é a de salvar o Bahia de uma dramática queda à Série B. Para isso, o treinador terá pela frente mais 14 jogos no Campeonato Brasileiro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas