Renan e Jorginho Mello batem boca na CPI aos gritos de 'vagabundo' e 'ladrão'

brasil
23.09.2021, 12:36:00
Atualizado: 23.09.2021, 12:43:46
(Reprodução)

Renan e Jorginho Mello batem boca na CPI aos gritos de 'vagabundo' e 'ladrão'

Senador de Santa Catarina interrompeu relator para defender governo

O relator Renan Calheiros (MDB-AL) e o senador governista Jorginho Mello (PL-SC) bateram boca nesta quinta-feira (23) durante a CPI da Covid. Em meio a acusações e xingamentos de "vagabundo" e "picareta", a cena quase descambou para uma alteracação física. 

A confusão começou quando Renan afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) negociava com empresas sem credibilidade nas negociações para compra de vacinas.

"Por essas coisas é que aumentou a percepção de que esse governo é um governo corrupto. Porque as pessoas vem aqui e tem essa negociação aberta, conhecida em detalhes", disse Renan.

Ele disse que as empresas se negam a explicar quando questionadas. "Foi essa gente, e eu digo respeitosamente, que foi escolhida pelo presidente da República para comprar vacina, quando recusava comprar vacina da Pfizer, Butantan, OMS", acrescentou.

Nessa hora, Jorginho Mello interrompeu e começou a fazer uma defesa do governo, dizendo que Bolsonaro não fez a escolha pela empresa. "Foram os picaretas que tentaram vender". Na sequência, ele disse que Renan não tem "envergadura" para criticar o presidente. Renan rebateu que não aceitava ser interrompido e Jorginho disse: "Vai para os quintos, então...".

Renan aumentou o tom e chamou o colega de "vagabundo". Jorginho respondeu que o relator da CPI é um "ladrão picareta". "Vai (para os quintos...) vossa excelência, com o presidente e o Luciano Hang", disse ainda Renan, fazendo referência também a defesas que o senador faz do empresário, que foi convocado para ser ouvido na CPI.

"Vai lavar a boca para falar do Luciano", disse Jorginho. "Vai lavar a sua, vagabundo", respondeu Renan. "Vagabundo é você, ladrão, picareta. Ladrão e picareta, que o Brasil conhece", continuou Jorginho. 

Renan desceu da mesa principal e foi apra direção de Jorginho, mas foi contido por Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Outros senadores também ajudarar a conter a situação. 

A CPI da Covid ouve hoje o empresário e diretor da Precisa Medicamentos, Danilo Trento, sócio da Primarcial Holding e Participações Ltda. A negociação com a empresa para vender a vacina indiana Covaxin ao Ministério da Saúde foi suspensa após suspeita de irregularidades.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas