Requião ironiza Moro e propõe ‘Lei Onyx’ para perdoar arrependidos

brasil
08.11.2018, 15:22:00
Atualizado: 08.11.2018, 15:23:39

Requião ironiza Moro e propõe ‘Lei Onyx’ para perdoar arrependidos

Juiz falou sobre acusações de caixa 2 contra Lorenzoni e disse que ele se arrependeu

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O senador Robero Requião (MDB-PR) apresentou um projeto de lei para perdoar criminosos arrependidos. A medida é uma ironia com uma fala do juiz Sérgio Moro sobre o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS). A informação é do Estadão.

Indicado para ser ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, Moro em sua primeira coletiva minimizou as denúncias de caixa 2 contra Lorenzoni, o futuro ministro da Casal Civil. Embora já tenha afirmado anteriormente que o caixa 2 é pior que a corrupção, o juiz disse agora que o deputado admitiu seu erro, se desculpou e tomou as medidas necessárias para reparar os danos.

Requião apresentou um projeto que acrescenta à lei 12.850/2013 a possibilidade do juiz conceder perdão judicial em caso de crimes eleitorais, contra a administração pública e contra o sistema financeiro caso o réu se arrependa, confessa e peça perdão publicamente. A pena seria dispensada.

O projeto pretende “dar isonomia com Onyx Lorenzoni a todos aqueles que cometem crime eleitoral”, “concedendo, a alguns, o direito ao perdão, a critério do juiz”, diz o texto.

No Twitter, Requião publicou uma montagem com Onyx e Moro. Confira:

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas