Rio: blindado do Bope atinge casas na Cidade de Deus e moradores fazem protesto

brasil
03.09.2019, 11:33:16
Atualizado: 03.09.2019, 11:49:14
(Reprodução)

Rio: blindado do Bope atinge casas na Cidade de Deus e moradores fazem protesto

Segundo a corporação, a PM irá ressarcir os danos provocados pela passagem do blindado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Moradores da Cidade de Deus, na zona oeste do Rio, fizeram um protesto e bloquearam vias importantes do entorno da favela na manhã desta terça-feira (3). A manifestação ocorreu após um blindado do Batalhão de Operações Especiais (Bope) atingir casas da comunidade durante uma incursão realizada mais cedo. A Polícia Militar (PM) confirmou o incidente e informou que irá ressarcir os moradores.

Segundo disse a PM, o Bope estava na favela para confirmar uma informação da inteligência quando o veículo blindado ficou preso em fios elétricos na localidade conhecida como Rocinha 2. Policiais desembarcaram para retirar os fios, e ao sair do local o blindado "chocou-se com algumas moradias". Ainda de acordo com a PM, a corporação "entrará em contato com os moradores e irá ressarcir os danos provocados pela passagem do blindado".

Logo após o ocorrido, a Rua Edgard Werneck, próxima à Linha Amarela, e a Estrada Marechal Miguel Salazar Mendes de Moraes, foram interditadas devido ao protesto dos moradores. Um ônibus foi atravessado em uma das vias e lixo foi jogado para formar barricadas. A PM e funcionários da Comlurb, que faz a limpeza urbana, foram ao local e tentavam liberar os acessos no meio da manhã.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas