Rio: mulher é morta por bala perdida quando ia buscar netos na escola

brasil
06.12.2019, 06:33:36

Rio: mulher é morta por bala perdida quando ia buscar netos na escola

Houve confronto entre policiais e traficantes quando ela foi atingida

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma mulher de 50 anos morreu nessa quinta-feira (5) durante uma operação do 7° Batalhão da Polícia Militar em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, após ser atingida por uma bala perdida. A vítima estava indo buscar os dois netos na escola quando foi atingida e morreu na hora.

A ação da PM pretendia retirar barricadas colocadas pelo tráfico de drogas na entrada da comunidade para impedir a entrada dos carros da polícia. Houve confronto entre militares e criminosos na hora em que a mulher passava. 

Um suspeito do tráfico de drogas na região foi preso e outro baleado. De acordo com a PM, com eles foram apreendidos dois fuzis e uma pistola automática. O criminoso ferido foi encaminhado ao Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, mas não resistiu ao ferimento.

Após a morte da moradora, manifestantes bloquearam e atearam fogo em pedaços de paus e pneus na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-104), que ficou parcialmente fechada por mais de uma hora, devido ao protesto.

Nesta quinta-feira, uma operação policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar (PM) deixou quatro mortos no Morro do Dendê, na Ilha do Governador, zona norte da cidade do Rio de Janeiro. Segundo informações da PM, o Setor de Inteligência da corporação recebeu a informação de que haveria uma reunião de líderes de organizações criminosas de várias comunidades. Entre os mortos está o comediante Diego Buiu, conhecido como Bunitinho,famoso nas redes sociais e que tinhano Instagram 454 mil seguidores e no seu canal do Youtube mais de 100 mil inscritos. Os dois empresários de Bunitinho também estão entre os mortos na operação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas