Saiba quem é Bernie Madoff, autor do maior golpe financeiro da história

em alta
14.04.2021, 11:34:00
Atualizado: 14.04.2021, 11:35:50
(AFP)

Saiba quem é Bernie Madoff, autor do maior golpe financeiro da história

Criminoso morreu nesta quarta-feira (14)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O maior vigarista de Wall Street. Assim era conhecido Bernie Madoff, criminoso que morreu nesta quarta-feira (14) em uma prisão nos Estados Unidos.

Madoff ficou conhecido em todo o mundo após aplicar um golpe que lesou 30 mil pessoas, incluindo famosos como o diretor de cinema Steven Spielberg. 

Ao todo, sua tramóia rendeu 17 bilhões de dólares, dos quais 13 bilhões conseguiram ser recuperados. O criminoso garantia que o valor investido seria triplicado ao longo dos anos.

“Havia tantas pessoas que efetivamente o trataram como um banco e guardaram as economias de toda a vida com ele, então, quando tudo se revelou uma farsa, as pessoas não puderam mais viver suas vidas”, disse Matthew L. Schwartz, o ex-procurador-assistente dos EUA . "Eles não podiam pagar a mensalidade. Não podiam pagar as hipotecas.

"Houve tantas histórias comoventes de pessoas que pensaram que tinham economias materiais, que pensaram que colocariam tudo em seu pé-de-meia e que poderiam se aposentar e, em vez disso, acabaram efetivamente sem teto."

Porém, a história de Madoff não começa com a maior pirâmide financeira da história.

Nos anos 90, ele era o presidente da bolsa de NASDAQ, uma das maiores do mundo. Bernie foi um dos maiores incentivadores do comércio eletrônico.

Através de uma reputação de "mago das finanças", ele se tornou uma espécie de guru que manjava de todo o mercado financeiro, conseguindo driblar o risco e garantindo altos lucros. 

No final das contas, foi descoberto que sua magia nada mais era que um truque.

Como em todo esquema de pirâmide, Madoff usava o dinheiro dos investidores novos para pagar os antigos, assim construindo uma reputação de que ele garantia lucros e atraindo novas vítimas.

Antes de repassar o dinheiro para os investidores, o golpista, claro, usava parte para bancar um estilo de vida luxuoso.

O esquema poderia durar quase indefinidamente em teoria, enquanto um número suficiente de novos investidores chegassem por meio de intermediários e firmas menores que estavam igualmente cegos pela reputação da empresa Madoff.

"As pessoas são treinadas para pensar em esquemas pirâmide que prometem retornos de 50 por cento ao mês, mas Bernie não fez isso", disse Diana B. Henriques, autora de "Wizard of Lies", um livro sobre o escândalo que foi transformado em um Filme da HBO de 2017 estrelado por Robert De Niro como o financista.

"Ele pagou retornos que mal superaram o S&P 500 e às vezes não o fizeram", disse Henriques. "E isso desarmou as pessoas imediatamente."

Castelo de areia
Tudo desmoronou qunado veio o crash de 2008. Os clientes solicitaram devoluções que beiravam os 7 bilhões de dólares, mas Madoff retornou apenas uma fração disso.

A teia de aranha se desfez quando ele revelou o esquema aos filhos, que o denunciaram às autoridades.

Em 11 de dezembro de 2008, Madoff foi preso e acusado de fraude em títulos. A condenação somou, ao todo, 150 anos de prisão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas