Salvador recebe 40 novos respiradores e terá mais 30 leitos de UTI

coronavírus
16.03.2021, 11:34:00

Salvador recebe 40 novos respiradores e terá mais 30 leitos de UTI

Taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva está em 87% na capital

Os 40 novos respiradores que chegaram a Salvador serão encaminhados para o Hospital de Campanha, em Itapuã, e para o Hospital Salvador, na Federação. Os equipamentos foram enviados pelo Ministério da Saúde, na segunda (15), e o destino foi anunciado pela prefeitura nesta terça-feira (16).

São 25 respiradores do modelo de cabeceira. Esses aparelhos ficam presos aos leitos e serão destinados aos dois hospitais citados acima. O Hospital de Campanha de Itapuã começou a funcionar na semana passada com dez leitos de UTI e 40 de enfermaria, mas a prefeitura informou, na época, que os leitos de enfermaria poderiam ser transformados em leitos de UTI. É o que acontecerá com 20 deles graças aos novos respiradores.

Os outros cinco aparelhos de cabeceira vão se juntar a outros cinco que a prefeitura já tem, e eles serão instalados no Hospital Salvador. Por lá, são 120 leitos clínicos e 40 de UTI. Havia 30 leitos de UTI em funcionamento. Agora, serão ativados os dez que faltavam.

Os outros 15 respiradores enviados pelo Ministério da Saúde são do modelo de transporte, portanto, podem ser usados em veículos. A prefeitura resolveu colocar mais dez ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) nas ruas, passando de 60 para 70 carros, e vai usar os respiradores nesses veículos. O que sobrar terá como destino as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

O prefeito Bruno Reis informou que a doação dos respiradores foi um pedido que ele fez ao Ministério da Saúde quando esteve em Brasília (DF), há algumas semanas, e agradeceu ao Governo Federal pelo envio dos equipamentos. Os respiradores de cabeceira permitem que os pacientes fiquem intubados permanentemente, e o de transporte de forma provisória.

“Serão mais 30 leitos de UTI. Nós vamos sair de 228, na primeira onda da pandemia, para 286 agora [atualmente, 256 leitos já estão em funcionamento]. Na prática, serão 50 leitos a mais do que a gente tinha na primeira onda. Vejam o esforço que a prefeitura está fazendo para enfrentar a pandemia nesse momento”, afirmou o prefeito.

Ele contou que a taxa de transmissão da covid-19 diminuiu em Salvador, o Fator RT passou de 1,27 para 1,15. O número de casos ativos da doença também caiu de 2.912, no dia 26 de fevereiro, para 1.565, nesta segunda-feira (15). O prefeito atribui as reduções às medidas de isolamento adotadas nas últimas semanas, mas destacou outro dado: o número de pessoas aguardando por uma vaga de UTI aumentou.

Ontem, havia 80 pacientes aguardando na fila da regulação por uma vaga na UTI. Hoje pela manhã, eram 87, e mais 25 esperando por uma acomodação na enfermaria, mesmo depois de 107 pessoas terem sido reguladas ontem. A taxa de ocupação da UTI na capital está em 87%.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas