Salvador tem 800 ônibus circulando neste sábado para economizar combustível 

salvador
26.05.2018, 09:36:00
Atualizado: 26.05.2018, 09:36:05

Salvador tem 800 ônibus circulando neste sábado para economizar combustível 

Capital baiana só tem autonomia de combustível até quarta (30)

Em função da crise de abastecimento de combustível no Brasil provocada pela greve dos caminhoneiros, a frota de ônibus de Salvador neste sábado (26) foi reduzida.  O secretário municipal de mobilidade, Fábio Mota, informou que houve uma redução de 50% da frota regular que circula pela cidade aos sábados. 

“Tem 800 ônibus rodando hoje na cidade. Desativamos as linhas que têm pouca demanda e juntamos outras linhas. Alguns bairros onde há duas linhas, por exemplo, deixamos só com uma. Priorizamos também as linhas que são integradas com o metrô”, afirmou o secretário. A frota de ônibus de Salvador em dias normais é de 2,8 mil ônibus. 
 
 Desde sexta-feira (25) a frota dos ônibus que circulam na cidade foi reduzida a 80% do total nos horários de pico e 40% nos demais, o que vai valer também para segunda, terça e quarta, em se mantendo o movimento grevista dos caminhoneiros. No domingo (27), a capacidade será de 30%. Podem haver novos ajustes em função da demanda pelo serviço de transporte, que será acompanhada em tempo real pela Secretaria de Mobilidade (Semob). 

“Se não houver mudança de panorama da greve dos caminhoneiros temos autonomia de combustível até quarta-feira dentro do plano de contingência”, afirma Mota. As linhas que foram alteradas não foram divulgadas até o momento. 
 

Outros serviços
Uma série de medidas para evitar que faltem serviços essenciais em Salvador durante a greve dos caminhoneiros foi anunciada nesta sexta-feira (25) pela prefeitura. Durante entrevista coletiva, ontem à tarde, o prefeito ACM Neto (DEM) afirmou que estabeleceu o transporte público, a saúde e a limpeza urbana como prioritários na operação de contingência. Mesmo sem operação em 100%, ele garantiu o funcionamento da saúde e do transporte até  quarta (30).

“É bom informar que, não havendo suspensão no movimento de paralisação do abastecimento de combustíveis, a frota tem condição de rodar até quarta. Depois disso, há risco”, alertou o prefeito, durante a coletiva.

O prefeito explicou que, em relação aos serviços de limpeza urbana, a situação é mais complicada. Embora o município tenha se organizado para manter os serviços de coleta dentro da normalidade, o caminho para o aterro municipal estava interditado na região do CIA-Aeroporto.

Ele pediu que a população fique atenta aos horários da coleta e procure reduzir a quantidade de lixo produzida para evitar acúmulo.

As ambulâncias do Samu também estão garantidas até quarta. “Estamos trabalhando em esquema de plantão para priorizar o funcionamento das UPAs e do Hospital Municipal”, disse. Outra prioridade em relação à saúde são as unidades de atenção básica e os multicentros.

“Até segunda-feira, todas as operações da prefeitura estão planejadas”, afirmou Neto. Se houver extensão da paralisação, um novo plano de contingência será divulgado no início da semana. 

Além das medidas prioritárias, o prefeito suspendeu as atividades regulares de infraestrutura, como as da Secretaria de Manutenção e da Defesa Civil, que só vão atuar em caso de emergência. 

O prefeito se mostrou a favor da decisão do presidente Michel Temer de acionar as forças federais para liberar as estradas: “Entendo que o ideal é que esse movimento possa ser suspenso, para que o Brasil volte à sua normalidade. Eu acho que o movimento é meritório, mas chegou num ponto que é preciso ter responsabilidade com o Brasil”.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas