Salvador tem média de quase 4 assaltos a ônibus por dia em 2021

salvador
21.05.2021, 21:41:00
Atualizado: 21.05.2021, 21:41:52
(Foto: Jefferson Peixoto/Secom)

Salvador tem média de quase 4 assaltos a ônibus por dia em 2021

Em 140 dias deste ano, 528 ocorrências foram registradas na Polícia

A história se repete. E repete, repete e repete. Com horários e linhas preferidas, locais e maneira de atuação. Parece que todo dia escutamos que algum ônibus foi assaltado em Salvador e essa sensação é verídica: em 2021, foram 528 ocorrências registradas pela Polícia Civil, o que dá praticamente 4 assaltos por dia na cidade.

Um dos casos mais recentes aconteceu nesta sexta-feira (21), quando uma passageira levou uma facada na cabeça durante um assalto que aconteceu dentro de um ônibus que fazia a linha Estação Pirajá x Valéria, quando já estava na BR-324. Armado com faca, o assaltante usava uma mochila infantil, fez um passageiro de refém e levou celulares e pertences dos outros.

Depois da ação, ele pediu para que o motorista abrisse a porta e o rodoviário se recusou. O bandido tentou quebrar o vidro com a faca que usou para coagir as pessoas no ônibus e acabou atingindo uma mulher na testa.

A vítima foi encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento em Pirajá e recebeu alta ainda durante a manhã. O caso está sendo investigado no Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc).

Segundo a Polícia, os números de assalto a ônibus tiveram queda em Salvador quando se compara com o período entre janeiro e maio de 2020 - que teve 824 ocorrências. No entanto, isso não torna a vida dos passageiros mais segura.

Morador do Parque São Cristóvão, o técnico de informática Rafael Souza já presenciou dois assaltos a ônibus somente neste ano. Ambos no coletivo que faz o itinerário entre o seu bairro e a Barroquinha.

"Essa diminuição não representa muita coisa pra gente que precisa pegar o ônibus. É medo do assalto, medo do coronavírus. Pegar ônibus em Salvador é uma tortura diária, dá muito medo e a gente sente que não tem pra onde correr", afirma.

De acordo com o Consórcio Integra, a linha 1034 - Parque São Cristóvão x Barroquinha é uma das três que mais sofreram com assaltos neste ano, com 3. As outras duas com mais registros são 1420 - Boca da Mata x Pituba lidera com 7 ocorrências no ano e a 1320 - Pau da Lima x Nordeste fecha o top-3 do terror com 4 registros de assalto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas