Santa Dulce

olhares
13.10.2020, 18:30:15
Atualizado: 13.10.2020, 19:11:21

Santa Dulce

Missa solene celebrou um ano de canonização de Santa Dulce dos Pobres. A Comemoração aconteceu na Cidade Baixa, no Santuário dedicado à primeira santa brasileira.

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A fé na Santa dos Pobres está crescendo. Algumas paróquias ao redor do Brasil estão recebendo o nome de Santa Dulce.
A fé na Santa dos Pobres está crescendo. Algumas paróquias ao redor do Brasil estão recebendo o nome de Santa Dulce. (Arisson Marinho/CORREIO)
Fieis católicos e devotos da primeira santa brasileira se reuniram no seu Santuário para participar da missa solene presidida pelo Frei Giovanni Messias.
Fieis católicos e devotos da primeira santa brasileira se reuniram no seu Santuário para participar da missa solene presidida pelo Frei Giovanni Messias. (Arisson Marinho/CORREIO)
A celebração teve número limitado fieis a 30% da capacidade para respeitar as medidas de distanciamento social.
A celebração teve número limitado fieis a 30% da capacidade para respeitar as medidas de distanciamento social. (Arisson Marinho/CORREIO)
Na entrada, funcionários das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) higienizavam as mãos das pessoas e mediam a temperatura.
Na entrada, funcionários das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) higienizavam as mãos das pessoas e mediam a temperatura. (Arisson Marinho/CORREIO)
Dentro do Santuário, apenas 228 pessoas puderam acompanhar a celebração: 180 no térreo e outras 48 no primeiro piso.
Dentro do Santuário, apenas 228 pessoas puderam acompanhar a celebração: 180 no térreo e outras 48 no primeiro piso. (Arisson Marinho/CORREIO)
Ao longo do dia festivo, outras duas Missas aconteceram no santuário, que ficou aberto o dia todo para receber os fiéis.
Ao longo do dia festivo, outras duas Missas aconteceram no santuário, que ficou aberto o dia todo para receber os fiéis. (Arisson Marinho/CORREIO)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas