Sargento da PM é preso por envolvimento em morte de policial militar

salvador
25.08.2020, 16:07:10
Atualizado: 25.08.2020, 16:30:16

Sargento da PM é preso por envolvimento em morte de policial militar

O sargento, que não teve o nome divulgado, já tinha histórico de outros crimes contra a vida e uma condenação

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um sargento da Polícia Militar foi preso nesta terça-feira (25) por envolvimento na morte do soldado PM Marcos Almeida Silva, 39 anos, ocorrida no dia 12 de julho deste ano, no bairro do Trobogy. Outro homem, que também participou do crime, foi capturado pela polícia, informou a Secretaria de Segurança Pública da Bahi (SSP).

A dupla, localizada nos bairros de São Marcos e Mussurunga, participou da tentativa de assalto, seguida de morte contra o soldado. O sargento preso pela morte, não teve o nome divugado, mas é da ativa e lotado da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Cajazeiras). Ele já tinha histórico de outros crimes contra a vida e possuía uma condenação. 

PM baleado ao reagir a tentativa de assalto no Trobogy morre no HGE

O soldado Marcos Almeida Silva foi baleado na cabeça durante tentativa de assalto
(Foto: Divulgação)

No dia do crime, o PM Marcos Almeida Silva estava com a esposa, Joseane de Oliveira Santos, nas imediações do Condomínio Paralela Park, no Trobogy, quando dois homens armados chegaram e tentaram roubar o casal. Marcos reagiu e conseguiu balear um dos assaltantes - o outro fugiu. Mesmo assim, o casal foi baleado - Marcos foi atingido na cabeça. Ele e a esposa foram socorridos ao HGE, mas ele acabou morrendo no dia 18 de julho, seis dias após o crime.

A ação foi coordenada pela Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) e contou com o apoio de equipes das COE, da Corregedoria da PM, da Rondesp Central e das 3a e 39a CIPMs.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas