Segundo pior visitante da Série B, Vitória encara o Náutico

e.c. vitória
23.11.2020, 05:00:00
Léo Ceará é a principal aposta ofensiva do Vitória contra o Náutico (Letícia Martins/ECVitória)

Segundo pior visitante da Série B, Vitória encara o Náutico

Rubro-negro joga com a equipe pernambucana na quarta-feira (25), no Recife

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Apenas dois times ainda não venceram fora de casa nesta Série B do Campeonato Brasileiro: Oeste e Vitória. Esse é um dos motivos de ambos estarem mal no torneio. A equipe paulista amarga a lanterna, com apenas 11 pontos, três empates e sete derrotas como visitante. O Leão é o primeiro time fora da zona de rebaixamento, em 16º lugar, soma 25 pontos, lamentou seis empates e perdeu quatro partidas longe de Salvador. 

Acabar com esse jejum é de suma importância para o atual momento do Vitória. A missão tentará ser cumprida no estádio dos Aflitos, no Recife, onde o rubro-negro enfrenta o Náutico, na quarta-feira (25), às 19h. Adversário direto na luta contra o rebaixamento, o time pernambucano está apenas uma posição abaixo do baiano, em 17º lugar, com 20 pontos. 

A equipe comandada por Eduardo Barroca não corre risco de entrar no grupo da degola nesta rodada, mas vencer o Náutico significaria abrir oito pontos de vantagem contra o rival. A equipe pernambucana não vence há cinco rodadas. O último triunfo foi contra o Oeste, ainda no primeiro turno, na 17ª rodada, na Arena Barueri. Como mandante, o jejum é ainda maior. A comemoração mais recente do Timbu no estádio dos Aflitos foi há mais de dois meses, 3x1 contra o Botafogo-SP, na 9ª rodada.  

A partida contra o Náutico dará início a uma sequência intensa com intervalo de apenas dois dias entre os jogos. Depois de encarar a equipe pernambucana na quarta-feira, no Recife, o Vitória voltará a campo já no sábado (28) para enfrentar o CRB, no Barradão. No dia 1º de dezembro, uma terça-feira, é a vez de jogar contra o Paraná, no estádio Durival de Britto. No dia 4, uma sexta-feira, o rubro-negro recebe o Confiança, em Salvador.

“A gente agora vai entrar numa sequência muito grande de jogos. Não tem ninguém satisfeito com nosso momento. Mas cabe à gente ter racionalidade para tentar encontrar as soluções e fazer desse processo de evolução algo que a gente consiga colocar em prática", afirmou o técnico Eduardo Barroca, que não poderá contar com o volante Lucas Cândido diante do Náutico. 

O jogador, que substituiu Fernando Neto durante o empate sem gols com a Ponte Preta, na última sexta-feira (20), no Barradão, levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso. O elenco rubro-negro aprimorou passes e finalizações com cruzamentos no treinamento de domingo (22). O lateral direito Leandro Silva e o atacante Caíque Souza estão em fase final de transição. Já o atacante Ewandro apenas a iniciou, após ser liberado pelos médicos.

Os jogadores voltam a treinar na Toca do Leão na manhã desta segunda-feira (23), quando o lateral direito Van, recuperado de contusão, deve ser integrado ao grupo outra vez. A delegação viaja na tarde de terça-feira (24) para Recife. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas