Seleção feminina marca 3 no 2º tempo e goleia a Argentina nos EUA

esportes
18.02.2021, 20:27:00
Atualizado: 18.02.2021, 20:28:01
(Foto: Sam Robles/CBF)

Seleção feminina marca 3 no 2º tempo e goleia a Argentina nos EUA

Na estreia pelo torneio SheBelieves Cup, Brasil vence por 4x1

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A seleção brasileira iniciou a reta final de preparação para a Olimpíada com vitória. Em seu primeiro compromisso no ano dos adiados Jogos de Tóquio, a equipe derrotou a Argentina por 4x1 na She Believes Cup, competição disputada nos Estados Unidos, em Orlando. Marta, no primeiro tempo, e Debinha, Adriana e Geyse, todas na etapa final, marcaram os gols do time nacional no duelo desta quinta-feira (18).

O Brasil voltará a jogar na competição no domingo (21), às 17h (de Brasília), diante do Estados Unidos. E depois, na quarta-feira (24), terá pela frente o Canadá, a partir das 18h. A seleção que somar mais pontos nas três rodadas vai faturar o título.

A Argentina entrou em campo com três desfalques de última hora, em função de casos positivos de coronavírus. Já a seleção não pôde contar com a sua dupla de volantes do Paris Saint-Germain, Luana e Formiga, o que levou a técnica Pia Sundhage a apostar em Julia Bianchi, recém-contratada pelo Palmeiras, e Adriana, meia do Corinthians e que atuou mais recuada. E ela foi um dos destaques do jogo, tendo sofrido um pênalti na etapa inicial e feito o seu gol no segundo tempo, quando Andressinha e Geyse também tiveram atuações destacadas.

Nos primeiros 45 minutos, o Brasil encontrou mais dificuldades do que o esperado para criar lances de ataque. Tanto que suas oportunidades mais perigosas foram em jogadas de bola parada, como em dois escanteios cobrados por Marta, aos 6 e aos 20, que terminaram em finalizações de Tainara e Debinha. E fez 1 a 0 em uma cobrança de pênalti, após Adriana ser derrubada na grande área. Marta chutou rasteiro, Pereyra chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol, aos 29 minutos.

Na etapa final, porém, foi tudo diferente. A seleção voltou a campo com três alterações - as entradas de Bruna Benites, de Andressinha e da goleira Leticia. E ampliou o placar logo no primeiro minuto. No lance, Bia Zaneratto acionou Debinha, que tocou na saída da goleira adversária.

O terceiro gol não demorou a sair e teve novamente a participação de Debinha. Aos 8, ela acionou Adriana, que entrou na área e chutou na saída da goleira adversária para fazer 3x0. Só que o jogo estava aberto e a Argentina aproveitou vacilo defensivo para marcar o seu gol. Aos 14, Yamila Rodríguez cruzou e Larroquette se antecipou para cabecear no canto direito.

O ritmo intenso, porém, não se manteve no restante do segundo tempo, até pelas muitas alterações nas equipes. E o Brasil não teve a sua vitória ameaçada. Desperdiçou algumas chances, mas conseguiu marcar pela quarta vez. Aos 36 minutos, Cristiane acionou Geyse, que chutou cruzado, encobrindo a goleira adversária para fechar o placar em 4x1.

Pia escalou o Brasil diante da Argentina com: Aline (Leticia Izidro); Camilinha, Tainara, Rafaelle e Tamires (Bruna Benites); Julia Bianchi (Andressinha), Adriana (Geyse), Chú (Ivana Fuso) e Marta; Bia Zaneratto (Cristiane) e Debinha.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas