Sem brasileiros, Tóquio receberá competição com ginastas em novembro

esportes
13.10.2020, 11:20:00
Atualizado: 13.10.2020, 11:20:11
A norte-americana Simone Biles deve comparecer ao evento no Japão (Shutterstock/Reprodução)

Sem brasileiros, Tóquio receberá competição com ginastas em novembro

Campeonato amistoso servirá de espelho para protocolos de segurança das olimpíadas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Tóquio receberá um evento internacional de ginástica em novembro e vai liberar os atletas de fora do Japão da necessidade de realização de um período de quarentena de 14 dias, uma abordagem que pode prenunciar o planejamento para os Jogos Olímpicos, adiados para o próximo ano.

A Associação Japonesa de Ginástica anunciou que o encontro contará com atletas dos Estados Unidos, Rússia, China e Japão, sendo que eles terão deslocamento restrito enquanto estiverem no país. O evento está marcado para 8 de novembro no Yoyogi National Gymnasium, que poderá receber até 2 mil torcedores.

Os atletas de fora do Japão terão de apresentar testes PCR negativo antes de deixarem seus países e passarão por testes diários. O evento envolverá 32 ginastas, sendo oito de cada país Entre eles, estão o japonês Kohei Uchimura e os russos Nikita Nagornyy e Artur Dalaloyan.

Ele serão divididos em dois times por naipe, sendo denominados Amizade e Solidariedade. A competição envolverá todos os aparelhos e definirá apenas equipes campeãs, sem vencedores individuais.

Os organizadores da Olimpíada ainda estudam como realizar um evento seguro no próximo ano - a cerimônia de abertura está programada para 23 de julho de 2021. Os desafios envolvem a presença de 15.400 atletas olímpicos e paralímpicos que vão competir no Japão, além da acomodação de comissões técnicas, dirigentes, imprensa e patrocinadores. Também é incerta a presença de público nas competições, incluindo torcedores estrangeiros.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas