Sindicato de árbitros emite nota de repúdio contra Paulo Carneiro

e.c. vitória
31.01.2020, 09:15:08
Atualizado: 31.01.2020, 11:24:21
Declarações do presidente do Vitória, Paulo Carneiro, são criticadas pelo Sindicato Baiano de Árbitros de Futebol (Almiro Lopes/ ARQUIVO CORREIO)

Sindicato de árbitros emite nota de repúdio contra Paulo Carneiro

Presidente do Vitória criticou arbitragem do estadual após empate com a Juazeirense

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As declarações do presidente do Vitória, Paulo Carneiro, sobre a arbitragem do Campeonato Baiano tiveram repercussão. O Sindicato Baiano de Árbitros de Futebol (Sinbaf) divulgou uma nota de repúdio contra o dirigente rubro-negro. 

"O clube insatisfeito tem todo o direito de encaminhar um ofício aos responsáveis pela arbitragem para que todas as medidas cabíveis sejam tomadas, mas propagar a violência vai totalmente contra os conceitos que é (sic) sempre pleiteado no futebol ou em qualquer outro esporte", afirma um trecho da nota publicada no site oficial da entidade.

Na noite de quarta-feira (29), após o Vitória empatar em 2x2 com a Juazeirense, no Barradão, em jogo válido pela 3ª rodada do Campeonato Baiano, Paulo Carneiro compartilhou nas redes sociais um áudio no qual criticava a arbitragem e fazia ameaças

O Leão vencia a partida até os 42 minutos do 2º tempo, quando o árbitro Emerson Ricardo de Almeida Andrade marcou pênalti do goleiro João Pedro em cima do zagueiro Kanu. A cobrança foi convertida por Clebson, que deu números finais ao confronto. 

"Sabe, como eu não disputo o Campeonato Baiano há muito tempo, eu estou vendo que as arbitragens da Bahia estão num nível muito baixo. Hoje esse árbitro boçal que apitou aqui marcou um pênalti, no final do jogo, absolutamente inexistente. É só olhar na TV. Kanu nem é tocado, e ele deixa de marcar um pênalti a nosso favor, num chute de Edson, que bate na mão do goleiro (o dirigente quis dizer zagueiro), e ele não marca o pênalti. Fora a mão do zagueiro, que ele tinha que ter expulsado. Quer dizer... Eu quero alertar esses árbitros que eles vão ter todas as condições de apitar aqui no Barradão. Mas, se continuar roubando, as condições vão desaparecer. É bom tomar vergonha na cara", avisou Paulo Carneiro. 

A nota do Sinbaf é assinada pelo presidente da instituição, o ex-árbitro Manoel Nunes Lopo Garrido. "O Sinbaf estará sempre vigilante na defesa das mulheres e homens que compõem a arbitragem baiana, contra qualquer pessoa ou instituição que atente contra moral, dignidade, lisura e a competência dos nossos árbitros", finaliza.

Confira na íntegra a nota publicada pelo Sindicato Baiano de Árbitros de Futebol:

O Sindicato Baiano dos Árbitros de Futebol, vem à público repudiar com veemência o áudio que tem circulado pelo meio de aplicativo de mensagens, onde o atual presidente do Esporte Clube Vitória, o Sr. Paulo Carneiro, insatisfeito com a arbitragem que atuou na última quarta feira (29/01/2020), entre Vitória x Juazeirense, válido pela 3º Rodada do Campeonato Baiano de Futebol - Série A - Categoria Profissional - Edição 2020, no áudio é possível ouvir insultos a arbitragem da partida supracitada, bem como ameaças aos próximos árbitros a serem escalados nos jogos do Esporte Clube Vitória.  

O SINBAF entende que os jogadores e clubes não são obrigados a concordar com todas as decisões dos árbitros em uma partida, afinal vivemos em um país democrático onde todos os cidadãos têm direito de opinar.

O clube insatisfeito, tem todo o direito de encaminhar um oficio aos responsáveis pela arbitragem para que todas as medidas cabíveis sejam tomadas, mas propagar a violência, vai totalmente contra os conceitos que é sempre pleiteado no futebol ou em qualquer outro esporte.

O SINBAF estará sempre vigilante na defesa das mulheres e homens que compõem a arbitragem baiana, contra qualquer pessoa ou instituição que atente contra moral, dignidade, lisura e a competência dos nossos árbitros.

Atenciosamente,

Manoel Nunes Lopo Garrido                                

Presidente                                                                 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas