Sobe para 1.064 número de cadastros de auxílio emergência

salvador
29.11.2019, 21:49:00
Atualizado: 29.11.2019, 21:49:49
Famílias que moram em encostas foram as mais atingidas (Foto: Bruno Wendel/ CORREIO )

Sobe para 1.064 número de cadastros de auxílio emergência

Famílias deixaram os abrigos improvisados nesta sexta-feira (29)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Subiu para 1.064 o número de cadastros para receber o auxílio emergência por conta dos estragos provocados pelo temporal que caiu em Salvador na terça-feira (26). Até está sexta-feira (29), 965 pessoas receberam o benefício. O investimento da prefeitura foi de R$1,4 milhão. As famílias que estavam abrigadas em cinco escolas do município, em uma igreja e uma associação de moradores deixaram as unidades.

O auxílio emergência é concedido para quem teve danos materiais por conta da chuva, e o teto é de até três salário mínimos. A prefeitura afirmou que as famílias puderam sacar os valores nas agências bancárias nesta sexta-feira.

Segundo a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), responsável pelos cadastros, foram registrados pedidos na Jaqueira do Carneiro (76 cadastros), Baixão (18), Baixinha de Mussurunga (64), Bate Facho (298), Boa Vista de São Caetano (124), Boiadeiro (346), Sussuarana (06), Pirajá (05), Vila Nova Pituacu (29), Valéria (37), Tancredo Neves e Arenoso (61).

Já as 91 pessoas que ainda estavam nos abrigos improvisados pela prefeitura deixaram as unidades nesta sexta-feira. A Sempre informou que algumas saíram das escolas, mas procuraram unidades de acolhimento do município, como um casal do Calabetão que foi acolhido na ASPEC Boca do Rio, um homem de Sussuarana que foi para a UAI de Pau da Lima, e um homem de Tancredo Neves que foi para a ASPEC de Pituaçu.

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou, nesta sexta-feira, 465 ocorrências. Até às 17h, foram 136 alagamentos de imóveis, 13 alagamentos de área, 24 ameaças de desabamento, duas ameaças de desabamento de muro, um desabamento parcial, 41 deslizamentos de terra, dois destelhamentos, duas infiltrações e três orientações técnicas. 

Em caso de emergência, o telefone 199 deve ser acionado.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão do tempo para os próximos dias é de céu parcialmente nublado a claro, com ventos de fracos a moderados, e temperaturas que alternam de 24ºC a 30ºC.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas