Startup lança curso em cultura maker para estudantes da rede pública

salvador
08.12.2020, 14:53:00
Atualizado: 08.12.2020, 14:56:05

Startup lança curso em cultura maker para estudantes da rede pública

A capacitação envolve utilização de softwares gratuitos para que os alunos possam dar continuidade ao processo de aprendizagem

A incubadora de negócios sociais, In Pacto, cuja tecnologia foi concebida pelo Parque Social, que também atua como cogestor em parceria com a Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (SECIS), está apoiando uma campanha de financiamento coletivo para o projeto MakerLab #EmCasa. Trata-se de um curso de formação remoto em cultura maker, voltado para estudantes da rede pública de Salvador. 
 
A capacitação envolve utilização de softwares gratuitos para que os alunos possam dar continuidade ao processo de aprendizagem sem custos. Para além do curso on-line, os contemplados receberão seis kits makers em suas casas para fazer projetos de realidade aumentada, construção de autômato, papercraft, arte digital, pixel art e quadrinhos - os participantes receberão cópias físicas dos cursos em DVD e pen drive. 
  
A inciativa é da Aimo Tech, startup de tecnologia educacional, e tem o objetivo de beneficiar, inicialmente, 50 estudantes da rede pública de Salvador. O curso MakerLab #EmCasa não requer nenhuma experiência ou conhecimento prévio, tendo metodologia totalmente prática e pensada para alunos do Ensino Fundamental II.  

O coordenador técnico da In Pacto, Randerson Almeida, acredita que "estimular e desmistificar a cultura maker para jovens estudantes de escolas públicas de Salvador é algo fundamental para geração de novas oportunidades e perspectivas para esse público. O fato dos kits serem distribuídos nas casas dos estudantes contribui ainda mais para o desenvolvimento de novas habilidades em tempos de pandemia, podendo até gerar ideias para possíveis futuros negócios".

Mestre em tecnologias educacionais e gerente de projetos da startup, Tata Ribeiro afirma que o MakerLab foi idealizado para estimular em crianças e adolescentes protagonismo do próprio desenvolvimento intelectual, por meio de atividades desafiadoras para a solução de problemas. “O objetivo é fazer com que estudantes da rede pública de ensino tenham acesso à tecnologia. As habilidades tecnológicas são base para o desenvolvimento de qualquer futuro profissional", conta.

A cultura maker apresenta a ideia de que qualquer pessoa consegue construir, consertar ou criar seus próprios objetos. Com a revolução digital e a facilidade de acesso aos recursos tecnológicos, o movimento vem conquistando grande número de pessoas interessadas em criar e compartilhar projetos pautados pela tecnologia. 

Como doar
Quem quiser ajudar o projeto MakerLab #EmCasa basta acessar o link da campanha na Enfrente Benfeitoria e doar qualquer valor em dinheiro. A cada R$ 1 colocado por doadores, o Fundo Enfrente investe mais R$ 2, fazendo com que a colaboração das pessoas seja triplicada. 

Com duas metas batidas até o momento, a Aimo Tech já garantiu mais de R$ 36 mil em doações. O foco agora é conseguir alcançar R$ 42 mil e ampliar o projeto para atender 100 estudantes.
Outras informações podem ser adquiridas com o coordenador técnico da In Pacto, Randerson Almeida, através do telefone (71) 99983-4736.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas