Tecnologia e acessibilidade permitem maior inclusão em parque aquático

entre
15.02.2020, 05:10:00
No Submerso, cliente utiliza uma máscara de mergulho adaptada com equipamento de realidade virtual (Beach Park/Divulgação)

Tecnologia e acessibilidade permitem maior inclusão em parque aquático

Beach Park apresenta sua segunda atração com realidade virtual

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


A atividade na água, tradicionalmente, era encarada como um desafio para as pessoas com deficiência. Ao longo dos anos, com o desenvolvimento da medicina e da fisioterapia e, sobretudo, com uma atenção social maior a esses cidadãos, o mito vem sendo desconstruído. Os esportes aquáticos paralímpicos, além de atividades como o surfe adaptado, mostram algumas das possibilidades.

Mas num parque aquático, em que a água é condutora de uma série de desafios regados a adrenalina, a inclusão de pessoas com deficiência ainda é um caminho em seu começo. A elas se juntam, por muitas vezes, idosos, cardiopatas, gestantes e outras pessoas para as quais os toboáguas são uma diversão praticamente proibida, por conta da altura mínima (1,40m) ou peso máximo (120kg), por exemplo.

Para elas, a novidade á aliar tecnologia e acessibilidade. Em julho do ano passado, o Beach Park, em Aquiraz, na região metropolitana de Fortaleza, lançou sua primeira iniciativa no assunto, o Insano Virtual.

A atração é uma versão ‘alternativa’ do maior toboágua do parque (e do mundo), o Insano, uma descida de 41 metros, a 105 km/h e duração de 5 segundos. Convenhamos, não é pra qualquer um. Na versão virtual, a pessoa fica parada numa secção de toboágua e, com um óculos de realidade virtual, ‘faz’ a descida.

De acordo com Felipe Lima, diretor comercial do Beach Park, o sucesso surpreendeu. A atração chegou a receber um prêmio pela inovação e o parque resolveu investir no segmento. Neste Verão, lançou o Submerso, uma parceria com o Canal Off, voltado a esportes radicais. Nele, os clientes colocam uma máscara completa de mergulho e, com um óculos de realidade virtual, ‘mergulham’ junto a tubarões, tartarugas marinhas, arraias e peixes. Tudo dentro da água, acompanhados de perto por monitores.

(Beach Park/Divulgação)
(Beach Park/Divulgação)
(Igor de Melo/Beach Park/Divulgação)
(Igor de Melo/Beach Park/Divulgação)
(Beach Park/Divulgação)
(Beach Park/Divulgação)
(Igor de Melo/Beach Park/Divulgação)

“São atrações que todos podem ir. Cadeirantes, crianças... Já temos uma programação especial no Dia Nacional da Pessoa com Deficiência e atendimento especial aos autistas. Queremos incluir de fato as pessoas com deficiência, junto com todos”, diz Lima.

O CORREIO testou a novidade e, apesar de uma certa ‘claustrofobia’ inicial, com o tempo e a confiança de que o monitor não te deixará se bater em paredes, o Submerso é bem interessante. Com ele e o Insano Virtual, o Beach Park acaba criando uma nova categoria de diversão, bastante importante nos dias atuais. “Ainda são atividades de baixo custo para a gente. Pretendemos investir bastante nesse segmento”, garante Lima, que preferiu não revelar o valor gasto pelo parque nas atrações.

Confira os vídeos do Beach Park sobre as atrações:


*O jornalista viajou a convite do Beach Park



***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/simbolo-gigantesco-em-campo-atrai-atencao-de-curiosos-na-franca/
Especulações sobre origem incluem templários e, claro, ETs
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/uma-saudade-chamada-salvador-prefeitura-lanca-campanha-com-boas-lembrancas/
Proposta da Secult é manter a capital baiana no imaginário dos soteropolitanos e turistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pm-pisa-em-pescoco-de-mulher-durante-confusao-quanto-mais-eu-me-debatia-mais-apertava/
Caso aconteceu na zona sul de São Paulo. Policiais foram afastados após ação
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/historia-e-solidariedade-marcam-a-primeira-live-do-bloco-ile-aiye/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moda-comunica-mais-que-tendencias/
Representatividade  é o tema desse editorial fotografado e protagonizado por jovens negros
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/e-sofrencia-musicas-de-arrocha-foram-as-mais-ouvidas-pelos-baianos-na-quarentena/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bisneta-de-mae-senhora-inspira-baiana-azul-de-amaralina-conheca-cida-de-nana/
Bel Borba a contratou como modelo para monumento às baianas sem saber de ascendência, que inclui Mestre Didi e uma das fundadoras da 1ª casa de candomblé
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/devo-ou-nao-devo-usar-mascara-na-atividade-fisica-eis-a-polemica-precos-chegam-a-r-120/
Tire suas dúvidas e confira 10 máscaras esportivas disponíveis no mercado
Ler Mais