Tempo de permanência na emergência cai em 83% com reforma do Hospital Roberto Santos

salvador
24.12.2021, 05:00:00
(Divulgação/Secom)

Tempo de permanência na emergência cai em 83% com reforma do Hospital Roberto Santos

Leitos clínicos agora se transformam em UTI caso haja necessidade 

A inauguração da nova ala de emergência do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) traz não só equipamentos mais modernos, mas agilidade no atendimento ao paciente. Segundo o diretor do hospital, o médico Aldir Duarte, é possível reduzir o tempo de permanência das pessoas na emergência em até 83%. Aqueles que passavam 72 horas para ter um diagnóstico e serem transferidos, agora permanecerão entre 12 e 18 horas.  

Esse avanço na unidade ocorre pela requalificação e ampliação dos leitos da emergência - antes, 24, agora, 32. Deste total, três leitos na sala vermelha, 15 na sala laranja e 12 na sala amarela – sendo um de isolamento. “O grande ganho nesta inauguração, além da modernização do espaço, foi a agilização. A perspectiva do tempo de permanência do paciente no leito aqui na alta complexidade na emergência será menor, porque, se ele precisa de um suporte crítico, esse leito é transformado em um leito de UTI. Já tem toda a estrutura ligada e tudo que é preciso, é só trazer o equipamento e instalar aqui”, explicou o diretor durante a entrega da obra, nesta quinta-feira (23). 

A maior agilidade também será possível pela integração de serviços à emergência. Foram construídos e requalificados quatro consultórios para atendimento médico, uma sala de acolhimento com classificação de risco, laboratório, sala de procedimentos, sala de prescrição, sala de serviço social, farmácia, conforto médico e de enfermagem, sala para polícia civil e sala para polícia militar.  

O investimento total da obra foi de R$ 6,6 milhões, aportados pelo governo estadual. “Trouxemos vários serviços de apoio para dentro da emergência, como laboratório, farmácia satélite para integrar esse paciente, e aqueles exames que precisamos fazer para dar o diagnóstico e definir para que unidade vai esse paciente. A gente consegue, hoje, com mais rapidez”, comemora Adil Duarte.   

Essa foi a penúltima etapa da requalificação do HGRS, que é o maior do Norte-Nordeste. Em janeiro, será construído o Hospital do Homem, além de um setor de onco-hematologia, que deverá ser o maior da Bahia, com cerca de 30 leitos. “O setor de onco-hematologia e deficitário em todo o Brasil, porque os hospitais especializados em oncologia não estão conseguindo abarcar o doente que tem os cânceres ligados ao sangue”, esclarece o médico.   

Já o Hospital do Homem vai fornecer serviços e tratamentos especializados para o sexo masculino, como câncer de próstata e infertilidade, com foco para as doenças urinárias. “Tudo vai ser atendido lá, acessoriamente ao atendimento de pacientes que têm problema de cálculo de rim. Vamos ter laser e incorporação de tecnologia que, normalmente, não precisa que o paciente fique no hospital mais do que 24 horas”, completa Duarte.  

Além disso, o Centro de Hemorragia Digestiva será ampliado e será o maior da área no Norte-Nordeste. Dentre os serviços prestados pelo hospital, estão a cardiologia, pediatria, maternidade de alta complexidade, transplante, clínica médica, hemodinâmica, cirurgia geral e oncológica, entre outros. São 120 leitos de UTI - somados da UTI geral, cardiovascular, pediátrica, Neonatal, neurocirúrgica e clínica - e 700 leitos no total da unidade, com a ampliação.  

Especialidades e serviços do Hospital Geral Roberto Santos
- Neurologia
- Emergência 
- Hemorragia digestiva,
- Nefrologia
- Pediatria
- Clínica médica
- Cirurgia bucomaxilofacial
- Cirurgia geral
- Neurocirurgia
- Cirurgia pediátrica e neonatal
- Cirurgia vascular 
- Maternidade de alto risco
- Assistência a vítimas de acidente vascular cerebral (AVC)
- Assistência para enfermidades decorrentes da Aids
- Atenção domiciliar e serviços de Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) para o pronto atendimento
- Centro Antiveneno da Bahia (Ciave)
- O Banco de Olhos da Bahia
- Central Estadual de Transplantes

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas