Temporal no Rio já registra 5 mortos; avó e neta estão desaparecidas

brasil
09.04.2019, 13:49:00
Atualizado: 09.04.2019, 14:13:55

Temporal no Rio já registra 5 mortos; avó e neta estão desaparecidas

Sinal de GPS indica que celular de uma delas pode estar em táxi soterrado

Pelo menos cinco pessoas morreram e uma avó e uma neta estão desaparecidas na tempestade que cai de forma intermitentemente sobre a cidade do Rio de Janeiro desde o início da noite desta segunda-feira (8).

Foi confirmada por volta de 14h desta terça-feira (9), a morte da quinta vítima do temporal. Um corpo, ainda não identificado, foi encontrado dentro um carro, próximo ao Shopping Rio Sul, no bairro de Botafogo, na zona sul.

No início da tarde, a quarta morte foi confirmada: trata-se de Leandro Ramos Pereira, 40 anos, que levou um choque enquanto limpava o ralo de sua casa.

Guilherme N. Fontes, 30, morreu também na noite de segunda-feira, na Gávea, na zona sul. O corpo do homem foi achado debaixo de um carro. Ele teria caído de uma moto e sido arrastado pela água na Marques de São Vicente, uma das principais ruas do bairro.

Duas mulheres, as irmãs Doralice, 55, e Gerlaine do Nascimento, 53, morreram num deslizamento no Morro da Babilônia, no Leme (zona sul). Elas eram vizinhas. Um homem está desaparecido na mesma região.

Avó e neta
Lúcia Xavier Sarmento Leite e a neta, Julia Neves Aché, estão desaparecidas desde que saíram, na noite anterior, também do Shopping Rio Sul, por volta das 21h45. Elas teriam embarcado em um táxi na saída do shopping, mas, desde então, não houve mais notícias das duas.

Foto: Reprodução/Instagram

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil estão trabalhando na Avenida Carlos Peixoto, uma ladeira íngreme que fica atrás do shopping e é uma via de acesso alternativa ao bairro de Copacabana. Ali houve um deslizamento de encosta. Há carros soterrados no local, entre eles um táxi.

Segundo o portal G1, bombeiros e parentes tentam localizar as duas por meio do sinal de GPS de um celular, que foi rastreado pela Polícia Civil na Ladeira do Leme. Ainda de acordo com o portal, não há informação se é o mesmo carro e se elas estariam dentro.

Um corpo foi encontrado, mas também não há confirmação da identidade da vítima. Às 13h desta terça, equipes de socorristas trabalhavam na Avenida Carlos Peixoto, com a ajuda de voluntários.

A família publicou fotos de Lucia e Júlia nas redes sociais nesta terça (9). O marido de Lucia, Carlos Alberto, disse ao G1 que fez o último contato com a esposa por volta das 21h45, quando ela explicou que esperava a neta sair da festa para pegarem um táxi até Copacabana, onde moram.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas