Testamos o novo Echo Dot, o 'rádio-relógio' moderno da Amazon; veja vídeo

ivan dias marques
21.06.2020, 06:00:00
Atualizado: 22.06.2020, 19:19:40

Testamos o novo Echo Dot, o 'rádio-relógio' moderno da Amazon; veja vídeo

Confira conteúdo exclusivo sobre tecnologia para assinantes do CORREIO

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Já falei aqui na coluna sobre o Echo Show 8, um baita dispositivo da Amazon, e a empresa americana lançou no finalzinho de mai um outro produto da família echo, o Echo Dot com relógio. Se o grande barato do Show 8 era a tela de 8 polegadas e a qualidade sonora, esse modelo do Dot é bem mais discreto visualmente e tem como novidade um relógio em LED.

“Os clientes perguntam à Alexa ‘que horas são’ mais de um bilhão de vezes por ano – então nos perguntamos como poderíamos melhorar esta experiência”, garante Jacques Benain, gerente-geral para dispositivos da Amazon no Brasil. “Nós então partimos do design simples de nosso dispositivo Echo mais vendido, o Echo Dot, e adicionamos um LED incrivelmente vívido, visível até sob luz do sol, para o relógio estar sempre visível. É possível também checar a temperatura, um alarme que já tenha sido configurado, ou quanto tempo falta em um timer”. Para quem não sabe, Alexa é a assistente virtual dos produtos da Amazon.

Confira o Echo Dot e suas principais características físicas no vídeo que o CORREIO fez:

Bem, após mais de uma semana de uso, tenho boas impressões sobre o dispositivo. Obviamente, a comparação com o Show 8 é inadequada, em termos de utilização. O Show tem tela, dá pra assistir o Amazon Prime Vídeo de boa, além de servir para entreter crianças. 

O Dot com relógio funciona como um rádio-relógio moderno. A indicação é ficar ali mesmo na mesa de cabeceira. Ele tem um som bem interessante e o fato de ser circular parece ampliar a acústica. A especificação é a mesma do dispositivo sem relógio, um auto-falante de 1,6".

Echo Dot com relógio fica bem assim, do lado da cama (Foto: Divulgação)

Sou uma pessoa que só dorme no escuro e o relógio em LED não atrapalha em nada, ele se adapta ao ambiente, então, com as luzes apagadas ele fica bem levinho. As outras funções são semelhantes ao Dot: alarme, se conecta a stremers de música, é possível usar skills da Alexa (minha filha adora pedir pra ela 'contar piada') e fazer ligações via internet usando a conexão com o app Amazon Alexa. Dá pora controlar os equipamentos de casa conectada (Internet das Coisas, a IoT) também. O app é fundamental para o melhor uso do dispositivo.

Um dia, com insônia, pedi uma música para dormir e a Alexa escolheu uns sons de natureza, tipo chuva e grilo, no Spotify, que auxiliaram para que eu pudesse pegar no sono. Ter essa opção ali junto da cama, acionando-a com a voz é bem cômodo e interessante. O custo da comodidade? R$ 349, na promoção no site da Amazon (em estoque a partir de 30 de junho), R$ 100 a mais que o Echo Dot tradicional.

O que ainda pode melhorar? Acho que fundamental para a Amazon é que os dispositivos dela possam funcionar sem ser necessário um eliminador. Tenho uma JBL GO e o som do Echo Dot com relógio é superior em clareza, volume e acústica, mas a caixinha eu posso carregar para onde eu quiser, enquanto o Dot precisa ficar ligado na tomada. Todos os produtos da linha Echo só funcionam dessa forma e acho que a empresa acaba perdendo um pouco de mercado por isso. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas