Torcedor faz ofensa racista contra lateral Luiz Henrique; Bahia vai investigar

e.c. bahia
16.02.2022, 22:20:00
Cabelo de Luiz Henrique foi alvo de torcedor durante partida entre Bahia e CSA (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Torcedor faz ofensa racista contra lateral Luiz Henrique; Bahia vai investigar

Tricolor pediu imagens da Arena para identificar os envolvidos

A partida entre Bahia e CSA, que terminou empatada por 1x1, na noite desta quarta-feira (16), na Fonte Nova, foi marcada por uma acusação de racismo. A vítima foi o lateral esquerdo Luiz Henrique, do Bahia. 

CONHEÇA O CORREIO AFRO

Em vídeo que circula nas redes sociais, um torcedor faz piadas com o cabelo do lateral enquanto ele participa do aquecimento. 

"Que cabelo feio da desgraça. É você mesmo, que cabelo feio. Corta esse cabelo direito", diz o torcedor em direção a Luiz Henrique. Aos risos, uma outra pessoa grava o momento do constrangimento.

O vídeo foi postado em uma página de torcedores do Bahia e em pouco tempo repercutiu entre os tricolores. 

Em nota, o Bahia lamentou o ocorrido e disse que vai tomar as medidas cabíveis. O clube pediu à Arena Fonte Nova imagens que ajudem na identificação dos torcedores envolvidos. 

"O Esporte Clube Bahia vem a público lamentar, repudiar e informar que investigará o caso de racismo ocorrido nesta noite contra o nosso atleta Luiz Henrique, baiano da Ilha de Itaparica. Através da imagem do episódio, buscaremos identificar o torcedor e tomar as medidas cabíveis", disse.

"O Esquadrão acrescenta que já acionou a Arena Fonte Nova para buscar mais imagens que ajudem na identificação do(s) envolvido(s) e também utilizará a lista de sócios aptos ao jogo de hoje para não deixar por isso mesmo essa constrangedora situação", completou. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas